i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Imunização

Covid-19: por que alguns países vão oferecer a vacina primeiro

    • Gazeta do Povo
    • 28/11/2020 21:45
    Plano de vacinação contra covid-19
    | Foto: Bigstock

    A Europa e a Ásia estão retornando aos piores dias da pandemia de Covid-19. Países como França, Espanha e Itália já anunciam uma segunda onda da doença. Com o aumento no número de casos, vários países começam a adotar medidas como o lockdown parcial, em uma tentativa de frear a contaminação. Ao mesmo tempo, empresas farmacêuticas estão correndo para trazer um imunizante viável ao mercado: testes com vacinas avançam na Europa, Estados Unidos e China.

    Nos Estados Unidos, a farmacêutica Pfizer busca aprovação dos órgãos reguladores para uso emergencial da vacina contra a Covid-19, desenvolvida em parceria com a BioNTech. Na União Europeia, um contrato assinado com a Moderna deverá garantir o fornecimento de até 160 milhões de doses da vacina contra o novo coronavírus desenvolvida pela farmacêutica americana. Alguns europeus podem até mesmo ter acesso à vacina antes do fim deste ano, segundo a presidente da Comissão Europeia, Ursula Von Der Leyen.

    Apesar do aumento dos casos na Europa, o continente não concentra o maior volume de mortes por Covid-19. Mais da metade do total de mortes por Covid-19 no mundo (1,3 milhão) foi registrado em quatro países, sendo três de média e baixa renda: Estados Unidos, Brasil, México e Índia. Por outro lado, as vacinas estão mais concentradas em países de alta renda.

    A maioria dos compromissos antecipados de compra foram fechados por países ricos, segundo dados coletados por pesquisadores do Global Health Innovation Center, da Duke University. A pesquisa estima que 6,4 bilhões de doses de vacinas potenciais já foram compradas e outras 3,2 bilhões estão em negociação ou reservadas para expansões opcionais de acordos existentes.

    O levantamento mostra que os países de alta renda respondem por mais da metade de todas as compras confirmadas. O grupo de países ricos já fechou acordos para comprar cerca de 600 milhões de doses do imunizante da Pfizer-BioNTech, quase metade da capacidade produtiva total da farmacêutica até o final de 2021.

    O Canadá tem o maior volume de doses de vacina em relação à população: são mais de nove doses confirmadas por habitante. A Austrália fica em segundo lugar, com cinco doses, juntamente com a Grã Bretanha. Depois, vêm os Estados Unidos, com três doses de vacina por pessoa, e a União Europeia, com mais de duas doses e meia por habitante do bloco. O Brasil ocupa a décima posição, com uma dose de vacina por habitante. Cada paciente deve tomar duas doses da vacina para ter imunidade contra a Covid-19.

    Com países mais ricos reservando mais doses, países de média e baixa renda deverão ter menos acesso aos imunizantes. Como o suprimento é limitado, uma combinação de acordos de compra antecipada e limites sobre o número de doses que podem ser fabricadas nos próximos anos significa que o mundo está caminhando para um cenário em que os países ricos terão vacinas e os países mais pobres dificilmente terão acesso, segundo Andrea Taylor, pesquisadora à frente do estudo da Duke University.

    O levantamento da instituição mostra que os países ricos já compraram ou estão em processo de compra de mais de 5 bilhões de doses de vacinas potenciais. A Índia já reservou mais 1,6 bilhão de doses e o Brasil, 200 milhões. Menos de 800 milhões de doses foram reservadas para os países mais pobres do mundo.

    “Podemos acabar esperando de dois a quatro anos até que a população em geral em países de baixa renda realmente tenha um imunizante disponível”, afirma a doutora Krishna Udayakumar, da Duke.

    Uma iniciativa de imunização global já busca remediar essa desigualdade. A iniciativa Covax, liderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em parceria com a Coalizão para Inovações em Preparação para Epidemias e a GAVI Alliance, reúne recursos para a compra dos imunizantes.

    “O objetivo é permitir que todos os países do mundo tenham acesso à vacina mais ou menos ao mesmo tempo”, diz o CEO da farmacêutica AstraZeneca, Pascal Soriot.

    O programa é projetado para que os países mais ricos que compram vacinas concordem em ajudar a financiar o acesso das nações mais pobres, que pagarão um preço subsidiado de até US$ 4 por vacina de duas doses. Pelo menos 186 economias estão envolvidas no projeto, arrecadando US$ 2 bilhões. Para comprar e distribuir imunizantes entre os 92 países contemplados, a iniciativa precisa arrecadar mais US$ 5 bilhões em 2021.

    “É compreensível que os líderes queiram proteger primeiro seu próprio povo – eles são responsáveis ​​perante seus cidadãos – mas a resposta a esta pandemia global deve ser coletiva”, disse a OMS à BBC.

    Países de renda média conseguiram negociar acordos de compra como condição para ceder sua infraestrutura para a produção de imunizantes. É o caso do Brasil, com o acordo com a Universidade de Oxford para testes da vacina, e Índia, onde o Serum Institute se comprometeu a manter metade de todas as doses que produz para distribuição no país.

    “Há muito pouca probabilidade de que [a vacina] chegue aos países de baixa e média renda até o final do ano que vem, pelo menos em números significativos para imunização em massa”, diz Rachel Silverman, analista de políticas do Center for Global Development, centro de estudos nos EUA. “No entanto, o grande asterisco é que, se houver muitas vacinas bem sucedidas, haverá oferta geral suficiente para que os países ricos não utilizem todas as suas opções”, completa.

    11 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 11 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

    • F

      Francisco Krupa

      ± 4 horas

      Por que a imprensa não traz notícias da China como por que lá não tem segunda onda? Por que lá teve poucos contaminados e mortes? O que eles fizeram de diferente do resto do mundo?

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • A

        Ari Borgonovo

        ± 4 horas

        É bem simples . A Ganacia. tem o ditado que quem chega primeiro toma agua limpa né? quem tem oque vender primeiro pede o preço que quer. China quer segundo Dória 130 reais por vacina . A americana sai por 120, e a Brasileira no mesmo estagio das outras 15 reais entenderam porque o Dória quer ser o pai das Chinesas. Deve rolar uma comição gigantesca em cima disso ai pura Ganacia, se o Bolsonaro insistiir em comprar na vacina Brasileira pode preparar o caixão pro Dória vai Enfartar e morrer

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        1 Respostas
        • R

          Rubens Farias

          ± 3 horas

          Você como todos os filhos do bolsonaro ad6uma fake news. Esses dados foram noticiados por todos os meios de comunicação essa semana: CoronaVac: R$ 56 Sputnik V: menos de US$ 10 (R$ 54) Oxford/AstraZeneca: entre US$ 3 (R$ 16) e US$ 4 (R$ 21) Pfizer/BioNTech: entre US$ 20 (R$ 106) e US$ 40 (R$ 212) Moderna: entre US$ 25 (R$ 132) e US$ 37 (R$ 196) Ou seja a vacina" chinesa" não é a mais cara. As vacinas americanas são as mais caras e NÃO existe vacina brasileira, existem vacinas testadas no Brasil. LEIA outras coisas.

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

      • E

        Eden Lopes Feldman

        ± 4 horas

        Tem detalhes tão importantes a considerar, como população, densidade demográfica e área territorial, mas a reportagem simplesmente ignora para tentar demonstrar como alguns países tem casos maiores de mortes. Façam a média pela população, este é o conceito correto. E lógico. Quanto as vacinas, o governo brasileiro em julho já firmou o primeiro protocolo com Oxford. Ignorado pela imprensa. Enquanto Dória posteriormente efetuou sua negociação com a China. Aplaudido pela esquerda. E agora olhem o estágio das vacinas. Precisamos politizar menos a situação do COVID. Para podermos enfrentar esta crise com união.

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        • R

          RPM

          ± 5 horas

          Os países ricos compraram a vacina por primeiro e terão as mesmas por primeiro. Simples assim turma de esquerdalha.

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          • J

            Jose Carlos Marucci

            ± 11 horas

            Achei ruim o texto. Parece querer dizer que os países ricos terão a vacina primeiro por serem ricos. Esse tipo de. Argumento nao ajuda a entender porque o Brasil corre o risco de ficar sem vacina, e naoajuda a entender como superar as limitacoes nesse campo no Brasil.

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

            • R

              Ricardo Bellodi

              ± 14 horas

              A matéria deveria é mostrar porque este governo fracassado do bolsonaro (minúsculo mesmo) está longe sequer de ter um plano de distribuir as vacinas que aparecerem. Se os governadores não agirem os brasileiros perecerão diante da Covid.

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

              4 Respostas
              • R

                Rubens Farias

                ± 6 horas

                TIAGO: você é que tem que parar de ler o panfleto da igreja. Cientistas colocam em xeque a eficácia da vacina de Oxford, leia as matérias a respeito. Essa é a vacina do bolsonaro, já que você quer achar um dono para cada vacina.

                Denunciar abuso

                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                Qual é o problema nesse comentário?

                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                Confira os Termos de Uso

              • R

                RAPHAEL AFFONSO CARVALHO DE SOUZA

                ± 13 horas

                TIAGO: Só lembrando que a vacina de Oxford, tbm leva insumos chineses em sua fórmula.

                Denunciar abuso

                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                Qual é o problema nesse comentário?

                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                Confira os Termos de Uso

              • F

                Freitas

                ± 14 horas

                TIAGO: Nelson Teich pulou fora desse governo, cara. Teich é um homem que segue a CIÊNCIAS e viu que temos um louco na presidência da República. Sobraram o Recruta Zero e o Sargento Tainha... rss. JMB e Pazuello.

                Denunciar abuso

                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                Qual é o problema nesse comentário?

                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                Confira os Termos de Uso

              • T

                TIAGO

                ± 14 horas

                O Jão Tranca Rua está trabalhando com os chineses desde que foi eleito. Ele provavelmente recebe algum presente pelo contrato fechado sob sigilo e preço da vacina a ser definido. O governo federal está trabalhando na vacina de Oxford graças ao Teich (Não ao Mandetta, lógico, pq ele só dava palestra, acho que tinha esperança na vacina da China). Você precisa se informar antes de querer cobrar notícias que já foram dadas.

                Denunciar abuso

                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                Qual é o problema nesse comentário?

                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                Confira os Termos de Uso

            Fim dos comentários.