i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Retaliação

Governo dos EUA anuncia sanções contra funcionários da Huawei

    • Gazeta do Povo
    • 15/07/2020 16:20
    Governo dos EUA acusa gigante de tecnologia de ser conivente com violações aos direitos humanos (DANIEL LEAL-OLIVAS / AFP)
    Governo dos EUA acusa gigante de tecnologia de ser conivente com violações aos direitos humanos (DANIEL LEAL-OLIVAS / AFP)| Foto: AFP

    O governo dos Estados Unidos anunciou nesta quarta-feira (15) mais uma ação que tem como objetivo enfraquecer a China. Agora, a gestão de Donald Trump disse que vai impor proibições de viagem a funcionários da Huawei, gigante chinesa de tecnologia, e de outras empresas do país que os EUA julgam estarem ajudando na repressão aos direitos humanos.

    O anúncio foi feito um dia após o secretário de Mídia do Reino Unido, Oliver Dowden, comunicar que a partir de 1º de janeiro de 2021 as empresas de telecomunicação do país não poderão comprar equipamentos da Huawei para construir a infraestrutura da internet 5G no Reino Unido. Em resposta, as autoridades chinesas alegaram que o governo britânico se “deixou enganar” pelos EUA.

    O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, disse à imprensa que a Huawei é um "braço do estado de vigilância do Partido Comunista Chinês" e que a empresa corrobora com a servidão da população chinesa.

    "As empresas de comunicação de todo o mundo devem considerar o seguinte: se estão fazendo negócios com a Huawei, estão fazendo negócios com violadores de direitos humanos", afirmou Pompeo, que também falou que o governo norte-americano está finalizando um plano para minimizar o “roubo de dados” do aplicativo TikTok, febre mundial de origem chinesa.

    Outras sanções

    Na terça-feira (14), o presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou que sancionou lei que pede sanções a autoridades e entidades chinesas envolvidas na aplicação da nova Lei de Segurança Nacional em Hong Kong, que busca minar a liberdade na ex-colônia britânica. Em coletiva de imprensa na Casa Branca, o presidente também informou que assinou decreto para encerrar o tratamento especial que Washington concedia à ilha, que agora será tratada "da mesma forma que a China continental".

    “Na mesma moeda”

    Sobre as ações promovidas pelos Estados Unidos, a China disse que vai impor sanções contra instituições e autoridades americanas. O ministério das Relações Exteriores chinês declarou que as medidas do governo dos EUA violam as normas de relações internacionais e representam uma séria interferência nos assuntos internos da China.

    "O governo chinês se opõe resolutamente e condena" a lei americana sancionada ontem, diz o comunicado. "Para proteger seus interesses legítimos, a China tomará as medidas necessárias para impor sanções contra instituições e indivíduos americanos relacionados".

    Detalhes sobre essas sanções não foram revelados, mas a China disse que os esforços dos EUA em bloquear a implementação da lei de segurança nacional em Hong Kong serão "inúteis".

    2 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 2 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

    • M

      Marcos K

      ± 1 horas

      Pelo menos alguém tem coragem de bater na cara da China

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • M

        Maquiavel

        ± 1 horas

        Trump 2020

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        Fim dos comentários.