Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
O primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orbán (ao centro, de paletó), e o ator americano Chuck Norris posam com esquadrão de elite da unidade contraterrorismo húngara | Reprodução / Facebook / Viktor Orbán
O primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orbán (ao centro, de paletó), e o ator americano Chuck Norris posam com esquadrão de elite da unidade contraterrorismo húngara| Foto: Reprodução / Facebook / Viktor Orbán

Quem o líder da Hungria, Viktor Orbán, procura quando quer exibir o treinamento antiterrorista de elite de seu país?

A resposta é Chuck Norris. 

Isso não é uma piada. O ator marcial americano recentemente visitou Budapeste, onde foi recebido por Orban. O primeiro-ministro húngaro fez postagens sobre o encontro no Facebook nesta terça-feira (27). No vídeo, Orbán faz uma recepção calorosa a Norris. 

“Eu já li tanto sobre você que sinto que já nos conhecemos”, diz Norris. 

“Noventa por cento dos comentários sobre mim são negativos”, diz Orbán ao americano. “Os liberais me odeiam”. 

“Você é como (Donald) Trump?”, Norris pergunta. 

“Um pouco mais que isso!" o húngaro responde, fazendo Norris rir. 

Leia também: Parlamento europeu aprova punição inédita contra governo nacionalista da Hungria

Norris estava visitando a Hungria a convite da Hungarian Baptist Aid, uma instituição de caridade que organiza um evento anual na época do Natal. De acordo com relatos na mídia húngara, foi sua primeira vez no país, mas ele tem certa fama no país: em 2006, o nome dele ficou entre os primeiros colocados em uma pesquisa online para batizar uma nova ponte em Budapeste. 

Kopók // Rangers

Publicado por Orbán Viktor em Terça-feira, 27 de novembro de 2018

Além de ser durão e ter status de meme, Norris também é um conservador político que apoiou Trump nas eleições de 2016 e que expressou apoio a líderes estrangeiros como o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu. 

Orbán, entretanto, é uma das figuras conservadoras mais convictas da União Europeia. Ele causou controvérsia com medidas contra a imprensa da Hungria e contra a União Europeia, e encontrou aliados em figuras como o presidente russo Vladimir Putin, o ex-estrategista de Trump Stephen Bannon, e vários movimentos de extrema direita em toda a Europa. 

“Eu sou um lutador de rua, basicamente”, diz Orbán, que estudou na Universidade de Oxford, em um momento do vídeo. 

No passado, os governos norte-americanos mantiveram o líder húngaro à distância – nem o presidente George W. Bush nem Barack Obama o convidaram para a Casa Branca –, mas a administração Trump assumiu uma postura mais tolerante. David Cornstein, novo embaixador de Trump em Budapeste, pediu uma nova estratégia de engajamento com Orbán. 

Em seu vídeo com Norris, o líder húngaro leva o durão americano para ver os “caras mais durões” da unidade de contraterrorismo da Hungria. Norris fica impressionado. “Eu já vi treinamentos em todo o mundo, e esta é a melhor demonstração – a melhor que já vi”, diz ele a Orbán.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]