i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Violência

Problemas no trabalho podem ter motivado autor de massacre em Washington

  • PorEFE
  • 20/09/2013 17:06

Aaron Alexis, autor do tiroteio que na segunda-feira deixou 12 mortos antes de ser abatido, pode ter sido motivado por problemas no trabalho, divulgou nesta sexta-feira o jornal "Washington Post".

Membros do departamento onde Alexis trabalhava como terceirizado no Comando de Sistemas Navais da Marinha, em Washington DC, tinham questionamentos sobre seu rendimento e o tinham avisado disso.

Os pesquisadores citados pelo jornal analisam se estas críticas teriam se acentuado nos últimos dias.

Um dos indícios que apontam que esta pode ter sido a motivação de Alexis é ter se dirigido diretamente ao quarto andar do edifício 197, onde trabalhavam seus colegas, contra os quais disparou primeiro e à queima-roupa.

Depois desses disparos, Alexis perambulou pelo prédio disparando ao acaso contra os que cruzaram com ele até ser abatido, segundo a investigação.

Esta é a primeira indicação de um possível motivo que explique o que levou ao jovem ex-reservista, de 34 anos, a executar uma das piores massacres da história recente da capital americana.

O autor aparentemente sofria de paranoia, já tinha declarado que em algumas ocasiões escutava vozes, e esteve sob tratamento psiquiátrico. De acordo com seus antecedentes policiais, Alexis já tinha tido problemas com a justiça.

Mas nenhum desses fatores impediu que adquirisse legalmente armas nem que conservasse seu acesso de segurança, que o permitia entrar nas instalações militares.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.