Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
steve bannon preso
Ex-estrategista-chefe da Casa Branca Steve Bannon| Foto: Tiziana FABI/AFP

Steve Bannon, estrategista da campanha de Donald Trump em 2016, foi detido nesta quinta-feira (20) em Nova York, acusado de fraude por enganar doadores de uma campanha online de arrecadação de fundos para construir um muro na fronteira EUA-México, conhecida como "We Build The Wall" (nós construímos o muro). Outros três suspeitos de fazer parte do esquema, inclusive Brian Kolfage, fundador da campanha, também foram presos sob a mesma acusação.

"Os réus enganaram centenas de milhares de doadores, capitalizando sobre seu interesse em financiar um muro na fronteira para arrecadar milhões de dólares, sob o falso pretexto de que todo esse dinheiro seria gasto na construção", disse a procuradora dos EUA Audrey Strauss. "Enquanto asseguravam repetidamente aos doadores que Brian Kolfage, o fundador e rosto público da 'We Build the Wall', não receberia um centavo, os réus secretamente planejaram passar centenas de milhares de dólares para Kolfage, que ele usou para financiar seu estilo de vida luxuoso", disse a procuradora dos Estados Unidos Audrey Strauss.

A acusação alega que Bannon recebeu mais de US$ 1 milhão por meio de uma organização sem fins lucrativos e que ele usou esse dinheiro para despesas pessoais e para pagar Kolfage. Para esconder esses pagamentos, a promotoria disse que eles usaram uma empresa de fachada.

Segundo a imprensa americana, a campanha de financiamento coletivo "We Build the Wall", criada no fim de 2018 para ajudar Donald Trump a cumprir uma de suas promessas eleitorais, teria arrecadado mais de US$ 25 milhões. O site da campanha dizia que todo o dinheiro arrecadado iria para a construção do muro na fronteira sul dos EUA.

Bannon, demitido do governo Trump em agosto de 2017, e os outros réus foram acusados ​​de conspiração para cometer fraude eletrônica e conspiração para cometer lavagem de dinheiro. Cada acusação tem pena máxima de 20 anos de prisão.

Reação de Trump

Ao comentar a prisão de Bannon, Trump disse que se sentiu "muito mal" e que não tem contato com ele há tempos. Trump disse também que não sabia nada sobre a campanha de financiamento e que "não gostava" do projeto.

Relação com políticos brasileiros

Considerado um dos fomentadores da onda nacionalista de direita que elegeu Donald Trump, Bannon se tornou uma espécie de assessor informal da família Bolsonaro. O presidente Jair Bolsonaro e seus filhos se reuniram com o ex-assessor de Trump em viagens aos Estados Unidos.

Além da família do presidente, o acusado de fraude também manteve contato com figuras centrais do governo brasileiro, como o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, com quem discutiu detalhes sobre o discurso que Bolsonaro faria na Assembleia-Geral da ONU dias depois.

156 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]