i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Artigo

A solução econômica para o coronavírus está na reserva cambial

  • PorMàrcello Bezerra
  • 08/04/2020 17:02
paulo-guedes-ministro
Ministro da Economia, Paulo Guedes| Foto: Sérgio Lima/ AFP

O coronavírus é uma triste realidade que infecta de forma quase instantânea e mata muito! Colocou a economia do mundo e do Brasil de joelhos: todas as atividades econômicas do mundo tiveram de ser paralisadas, a fim de evitar que o vírus se propagasse com mais força. As principais nações, como Estados Unidos, China, Alemanha e Inglaterra, estão paralisados, com raras exceções. Alguns adotaram 100%  de isolamento vertical (isolamento social) para evitar um mal maior, ou estão de quarentena mais estendida, ou evitam a entrada de estrangeiros para impedir que a contaminação em massa volte, como na China. Simultaneamente ao isolamento, os principais países capitalistas, que seriam referência para o Brasil, optaram pela injeção de capital na veia dos trabalhadores.

Temos de estimular as pessoas mais humildes a ficarem em casa, obviamente que com valores dignos, como Donald Trump, Angela Merkel e Boris Johnson, entre outros, estão fazendo. Deixemos trabalhar os que podem fazê-lo de casa, além dos que estão em serviços essenciais e parte da indústria, esclarecendo que a logística nacional e internacional não pode e não será parada. Estamos falando aqui de conter a movimentação de pessoas de forma desnecessária, como prega a OMS.

Os Estados Unidos definiram a doação de um cheque de US$ 1,2 mil por trabalhador e US$ 500 por filho, sem contar a injeção de capital para as empresas, estimando gastar US$ 2,2 trilhões. Essa atitude deixa as pessoas mais tranquilas quanto à sua subsistência nos próximos meses, com valores dignos, e sem causar pânico social, pois as nações estão trabalhando de forma unificada e sob a liderança de seus respectivos chefes de governo.

Enquanto isso, no Brasil, o valor inicialmente apresentado pelo governo era vergonhoso: R$ 200. Depois, provocado pelo Congresso, o governo subiu a ajuda para R$ 300 e, no fim, o Legislativo aprovou o valor de R$ 600 por unanimidade. Um aumento que só ocorreu graças ao Congresso. É pouco, mas muito melhor que a ideia inicial.

O que chamei de “#coronavoucher1000” seria um valor razoável, similar ao salário mínimo, para todos os trabalhadores. Valor baixo, sim, mas digno dentro do contexto atual da realidade brasileira. No Brasil, existe a cultura de que tudo que for para os mais humildes ou menos desfavorecidos tem de ser precário. Temos de mudar este paradigma e o complexo de vira-lata que, via de regra, sempre é implementado no âmbito governamental.

E, além do governo federal, os governos estaduais e prefeituras devem dar a sua cota de participação para ajudar os menos favorecidos, que são a maioria esmagadora da população. Um exemplo muito interessante é de Salvador, que irá pagar um valor adicional de R$ 270 para as pessoas menos favorecidas. Tenho convicção e esperança de que os demais deveriam se espelhar.

Em outras crises, o governo lançou mão de injeção de capital para bancos e empresas em montante muito superior ao atual, além, ainda, de promover desonerações para setores escolhidos a dedo, como as indústrias automobilísticas, em detrimento de outros. O governo federal poderia aumentar o auxílio para R$ 1 mil sem problema algum, pois, no atual momento econômico, o endividamento faz parte do contexto. Temos de preservar vidas e dar um mínimo para a população; não será por isso que o país irá quebrar. Além disso, temos uma reserva cambial de US$ 390 bilhões, ou mais de R$ 3 trilhões. Parte deste dinheiro poderia e deveria ser usado para a subsistência dos mais humildes, neste momento crítico da crise. Não quero aqui dizer que se deve queimar esta reserva, mas sim em usar um valor substancial para este momento. Desta forma estaríamos favorecendo a população, como nos Estados Unidos, e injetando ainda mais dinheiro na economia. Isto faria com que a arrecadação subisse, criando retorno para o governo.

Temos, portanto, uma “arma de hidrogênio letal”, a reserva cambial de R$ 2 trilhões, para solução do problema. E que não está sendo nem mesmo cogitada para minimizarmos e resolvermos este problema econômico tão profundo.

Màrcello Bezerra é professor, economista, jornalista e palestrante.

3 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 3 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • S

    Suzana Rosa

    ± 0 minutos

    Excelente matéria! Também acho que o valor está muito abaixo das reais necessidades de alguém que está em uma situação vulnerável. Porém já que o valor é este e pronto, acho que poderia ser incrementado políticas, a exemplo de Portugal, como a suspensão do pagamento de água e luz.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • H

      Humberto Primo Leonardi Neto

      ± 12 minutos

      Excelente artigo!!!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      Fim dos comentários.