i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
E ainda: vacina russa funciona

Brasil sem orçamento definido para 2021. Bolsonaro desagrada militares. Biden começa a montar equipe

  • 25/11/2020 06:00
Como Boldsonaro provocou a insatisfação de militares
Bolsonaro em encontro com oficiais milutares que participavam curso de Política Estratégia e Alta Administração do Exército.| Foto: Marcos Correa/PR

Para começar esse resumo de notícias. A base do governo no Congresso já admite analisar o orçamento de 2021 diretamente no plenário, entre a segunda e a terceira semana de dezembro, sem passar pela tradicional Comissão Mista do Orçamento (CMO). Isso ocorre porque, até o momento, não foram escolhidos sequer os líderes do colegiado.

O que deveria ser feito? Correspondente em Brasília, Wilson Lima entrevistou o vice-líder do governo na Câmara, deputado Aluísio Mendes (PSC-MA). Mendes afirma haver uma chance remota de instalação da comissão, que deveria analisar previamente a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e a Lei Orçamentária Anual (LOA). Esse seria o trâmite correto. Contudo, é mais provável que sejam queimadas etapas. Entenda como esse impasse pode atrasar a aprovação do orçamento federal.

Utilidade pública

Vacina russa e notícias promissoras. A vacina russa Sputnik V, em desenvolvimento contra o novo coronavírus, tem eficácia acima de 95%, segundo divulgou Instituto Gamaleya. Saiba mais sobre a eficácia dessa vacina, que tem convênios no Paraná e na Bahia. Além da Sputnik, outras imunizações apresentaram eficácia acima de 90%. Quais são os próximos passos? Editora de Saúde, Helen Mendes explica o “roteiro” das vacinas contra a Covid-19 até chegarem ao cidadão. Enquanto isso, a União Europeia assina nesta quarta (25) um acordo de 160 milhões de doses de vacina da Moderna.

Atualização. Em 24 horas, o Brasil registrou 16.207 novos casos e 302 óbitos pelo novo coronavírus, segundo divulgou o Ministério da Saúde em seu último boletim. Ao todo, já são 6.087.608 de infectados, 169.485 mortes e 5.445.095 recuperados. O Paraná registra a taxa mais alta de transmissão, próximo a 1,5, e oito hospitais de Curitiba estão no limite de atendimento à Covid-19; leia na reportagem de Anderson Gonçalves. Diante desse cenário, o jornalista Marcos Xavier Vicente entrevistou o secretário de Saúde do estado, Beto Preto: ele alerta para aglomerações “além de bares e baladas” e riscos para o fim de ano.

Política e economia

Militares insatisfeitos. Uma apuração minuciosa de Rodolfo Costa, correspondente da Gazeta do Povo em Brasília, mostra insatisfação da ala militar com o presidente Jair Bolsonaro. O mal-estar crescente começou com a forma como Bolsonaro desautorizou publicamente o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, sobre o acordo para a compra de 46 milhões de doses da Coronavac, e agora atinge também o comandante do Exército, general Edson Leal Pujol. Entenda como Bolsonaro provocou a insatisfação de militares no governo.

Giro econômico. Ministro da Economia, Paulo Guedes já disse estar frustrado com o andamento das privatizações. De quem é a culpa? Confira a reposta na reportagem de Jéssica Sant’Ana, correspondente em Brasília. A correspondente também apurou que, além de abrir capital, o app Caixa Tem deve vender seguro e crédito para microempreendedores.  Outra novidade tecnológica, o Pix já registrou 12,2 milhões de operações em 7 dias. Já o preço do arroz, que levantou a inflação, deve cair no início de 2021, segundo projeção do Ipea.

Eleições 2020

Giro pelo mundo

Presidente eleito dos EUA segundo projeções, Joe Biden afirma que já montou sua equipe de segurança, que está “pronta para liderar o mundo". A editora Isabella Mayer mostra que o governo Biden começa a ganhar rostos e características de establishment, diversidade e intervencionismo. Os anúncios ocorrem enquanto Donald Trump vê uma derrota eleitoral quase irreversível: após o Michigan, a Pensilvânia certificou a vitória de Biden.

Enquanto isso, Trump lida com acusações da Rússia, que afirma que um destroier norte-americano invadiu seu território marítimo. Nesta terça (24), o presidente também fez um rápido pronunciamento para celebrar a marca de 30 mil pontos do índice Dow Jones, algo inédito. E para fechar nosso giro pelo mundo, você já ouviu falar no Great Reset? Conheça o plano mundial que quer impor o “capitalismo verde” no texto de Rafael Salvi.

O que mais você precisa saber hoje

Colunas e artigos

Machismo, crianças trans e vacina. Em sua nova coluna na Gazeta do Povo, Madeleine Lacsko apresenta manual prático do passapanista do bem ao comentar o caso de machismo do Porta dos Fundos. Em nova crônica, o escritor e jornalista Paulo Polzonoff confessa: um documentário sobre crianças trans fez sua vida girar 360 graus. Já o ex-CEO do centro pediátrico do hospital Johns Hopkins, pediatra e epidemiologista Jonathan Ellen escreve sobre vacinas e a esperança de um futuro normal.

Nossa visão

Desperdício de testes. Uma das chaves do sucesso – e talvez o fator fundamental – dos países que conseguiram conter o avanço inicial do coronavírus antes que a pandemia se tornasse uma tragédia de grandes proporções foi a testagem em massa. O Brasil ficou para trás neste quesito e há quase 7 milhões de testes RT-PCR estocados em um armazém do governo federal em Guarulhos (SP). Tema para nosso novo editorial: Desperdício inaceitável em meio à pandemia.

O fato mostra como é ainda mais grave o potencial desperdício em curso. No nível micro, sem uma testagem mais ampla de contatos (ainda que não seja factível seguir modelos como o sul-coreano ou o de Cingapura), é mais difícil parar a cadeia de contágios quando um caso é detectado; no nível macro, a falta de dados resultante de uma política capenga de testagem impede cidades e estados de avaliar corretamente o comportamento do vírus.

Para inspirar

Solidariedade. Dois amigos começaram uma competição para vencer o tédio na pandemia: quem fazia os melhores biscoitos. O que eles não pensaram antes: a ideia se espalhou, a moda pegou e, para não estocarem doces na brincadeira, os biscoitos começaram a ser doados a trabalhadores essenciais; confira essa história.

Tenha um ótimo dia!

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 1 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • C

    CSG

    25/11/2020 10:49:09

    Resumindo, esse governo esta mais perdido que cachorro em mudança.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso