i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Balanço

Quarentena diminui retransmissão, mas é insuficiente para controlar avanço da Covid-19

  • 14/07/2020 19:19
Restaurantes fechados
Lanchonetes e restaurantes da Rua das Flores fechados pelo decreto de quarentena.| Foto: Lineu Filho/Tribuna do Paraná

Implementada no último dia 1º, em sete regionais de saúde (atingindo 134 municípios) do estado para tentar aumentar o isolamento social e reduzir a curva de contágio do novo coronavírus nas regiões mais críticas do estado, a quarentena restritiva de 14 dias decretada pelo governo do Paraná chegou ao fim nesta terça-feira (14) ainda sem dados conclusivos quanto a sua efetividade.

WHATSAPP: receba informações do Paraná no seu celular

O índice de isolamento social pouco mudou nas maiores cidades atingidas pelo decreto, e a curva diária de novos casos não diminuiu. No entanto, como o viés era de crescimento exponencial na última semana de junho, a taxa de retransmissão do vírus diminuiu significativamente, o que indica que, se não conseguiu diminuir o número de novos casos, o estado ao menos evitou que esse número crescesse ainda mais. Mesmo assim, o Paraná registrou, nesta terça-feira, seu recorde diário de mortes pela Covid-19: (57).

O estado teve, em 1º de julho, quando entrou em quarentena, 1.342 novos casos de Covid-19 confirmados. Nesta terça-feira, foram 1.775 novos casos. A média, nos 14 dias de quarentena, foi de 1.589 casos por dia. O número de mortes também cresceu. Em 30 de junho (antes da quarentena), o estado havia registrado seu recorde diário de óbitos até então, com 36 mortes. No período de quarentena, esse recorde foi quebrado três vezes: 44 em 2 de julho; 47 em 10 de julho; e 57 nesta terça-feira. A média de mortes diárias nos 14 dias foi de 35.

Em Curitiba, a média de novos casos diários ficou em 392 no período da quarentena, ligeiramente abaixo dos 404 casos registrados no dia 30, antes do decreto. O número de mortes, no entanto, segue crescendo. A média diária foi de 9 mortes durante esses 14 dias, culminando com as 20 registradas nesta terça-feira, o recorde da cidade.

A taxa de retransmissão do vírus no estado, no entanto, teve considerável melhora. Depois de chegar a 1.63 em 16 de junho, no monitoramento da Universidade Federal do Paraná, o que indica que 10 casos ativos estavam contaminando mais 16 pessoas saudáveis, o índice chegou a 1,25 na última segunda-feira. O índice acima de 1, no entanto, indica que o número de novos casos segue crescendo.

“Assim como o efeito positivo das medidas e da redução da circulação de pessoas começa a fazer efeito depois de duas semanas no número de casos e, até quatro semanas para óbitos, o mesmo vale para o contrário. O fim da quarentena, agora, vai nos dar reflexos negativos a partir do final do mês. Nas próximas duas semanas ainda teremos redução na aceleração da curva por conta da diminuição da circulação de pessoas no período da quarentena. Acredito que chegaremos ao Rt bem próximo de 1 nos próximos dias, mas, depois, poderá voltar a crescer”, comenta o epidemiologista Bernardo Montesanti Machado de Almeida, que participa do estudo.

Índice de isolamento indica baixa adesão

Mesmo com o comércio e os serviços não essenciais fechados e a restrição de horários para praticamente todas as atividades, os moradores das sete cidades polo das regionais de saúde afetadas pelo decreto não aumentaram seu isolamento social como esperado pela Secretaria de Estado da Saúde. “Tudo o que fazemos é prevendo um isolamento social acima de 50%. Precisamos contar com a colaboração da população”, declarou o secretário Beto Preto, ao justificar o decreto. O índice de 50%, no entanto, só foi alcançado nas grandes cidades aos domingos, quando, tradicionalmente, tal marca já vinha sido superada.

Levantamento da In Loco Inteligência de Dados, com base no monitoramento da utilização de aparelhos celulares, mostra que em 30 de junho o isolamento social no Paraná era de 39,1%. Em 13 de julho, mesmo com mais da metade da população sob quarentena, o isolamento foi de 39,4%. Curitiba, que registrava 42% de isolamento antes do decreto, teve exatamente a mesma média nos dias úteis da quarentena. O mesmo aconteceu com Cianorte, Cascavel Cornélio Procópio e Londrina – as quatro cidades com média de isolamento inferior a 40%. Toledo chegou a registrar queda no isolamento social, já que o município vinha de um decreto municipal de fechamento do comércio. Apenas Foz do Iguaçu se aproximou dos 50% de isolamento, atingindo 48% no dia 8.

11 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 11 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • P

    Paula A S

    ± 0 minutos

    Incompetentes!!!! Deveriam tratar já no início dos sintomas do COVID-19, com ivermectina e cloroquina!!! Mas os ignorantes de nossos governantes não querem escutar dos médicos sobre as cidades onde estão usando tratamento precoce e está funcionando !!!! Safados

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • N

    Nico Gavelick

    ± 7 horas

    Me desculpem, mas se o índice de isolamento não mudou durante essa quarentena restritiva, é um gritante sinal de que ela não funciona. Estamos apenas acabando com o sustento das pessoas.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • Z

    Zyss

    ± 8 horas

    A quarentena é um meio político de controle e não científico. Quem tem dois neurônios já sabe.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • W

    Walter

    ± 9 horas

    Situação dificílima de controlar. Estado orienta, prefeituras aceitam ou não, pessoas colaboram ou não fazendo sua (importante) parte, e o Governo Federal fora da gestão graças ao STF. Saúde e economia, qual o ponto de equilíbrio ótimo? Pandemia é uma guerra, infelizmente. Cabe enfrentar, situação por situação, na melhor maneira possível. Que o segundo semestre deste ano seja lembrado pelo retorno à normalidade.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    EDUARDO SABEDOTTI BREDA

    ± 10 horas

    A baixa adesão às restrições é fruto do evidente equívoco dos governantes na condução do controle da doença. Começaram cedo demais, não tiveram capacidade ou interesse em entender que só estavam empurrando o pico para o inverno e deu no que temos no momento, que é o pico da covid em meio às demais doenças típicas do inverno. A isso se some uma população desesperada por trabalho e renda, que ou já desapareceram ou vêm desaparecendo a passos largos, e se entenderá que ninguém mais segura a população em casa.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Afonso Celso Frega Beraldi

    ± 10 horas

    Quem não se contaminou ontem se contaminara hoje ou amanhã. Isolamento que começou cedo demais, se mostrou ineficiente. Quebraram empresas e nada resolveu.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    ANDREA MOREIRA DE CASTILHO KOPPE

    ± 10 horas

    Só o comércio fechou, as indústrias e empresas com milhares de funcionários continuaram funcionando... quarentena dos pequenos, os grandes quase não tiveram restrições

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Mário Kume

    ± 13 horas

    A ideia equivocada do tranca tudo deu no que deu. Todos nós sabemos que precisamos do distanciamento e cuidados de higiene. Os grupos de risco precisam ser preservados, porem a grande massa de não vulneráveis deveriam ser medicados com Ivermequitina ou conjunto da hidroxicloroquina e manterem economia rodando. O maior equívoco de Curitiba comprova-se em apenas um exemplo:- meios de transportes coletivos lotados !!!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • T

    Thinker

    ± 22 horas

    Ratinho e Greca tem se mostrado governantes mais afiados no discurso que na prática. Paraná e Curitiba carecem de ações concretas de combate ao coronavírus. O Governador já havia falhado no combate à Dengue e hoje o Paraná sozinho tem mais mortes por essa doença que todo o Nordeste. Com a COVID 19 volta a falhar em afrouxar as medidas de distanciamento e fazer poucos testes na população. Já o Greca, parece insistir em querer dar subsídios aos empresários do transporte coletivo e manter frota reduzida de ônibus superlotados.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Diego Lopes

    ± 22 horas

    Quando entenderão que não existe qualquer evidência científica que corrobore com essas restrições??? Viram agora ao vivo que não se é possível parar um vírus respiratório. Empurraram a curva para o inverno, esse sim foi o erro.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Adriano

    ± 23 horas

    Essa estratégia de fazer todo mundo ficar em casa já caducou, as pessoas não querem mais isso.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]