Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Praia de Guaratuba lotada no verão de 2019: governo não quer que aglomerações se repitam para evitar a Covid-19.
Praia de Guaratuba lotada no verão de 2019: governo não quer que aglomerações se repitam para evitar a Covid-19.| Foto: Albari Rosa/Arquivo/Gazeta do Povo

O governo do Paraná vai reforçar os leitos de Covid-19 no Litoral, mas com um alerta para que a população evite aglomerações nas praias para que a transmissão não saia do controle na temporada de verão. Maior unidade de saúde do litoral, o Hospital Regional de Paranaguá vai ativar na próxima semana mais 15 leitos de enfermaria e cinco de UTI exclusivos para tratamento de pacientes com coronavírus.

WhatsApp: receba um boletim diário com notícias do Paraná

A ampliação será de 67% nos leitos, mas, conforme enfatiza o secretário estadual de Saúde, Beto Preto, não é motivo para baixar a guarda durante o descanso nas praias. “Quem puder, não vá para a praia. Mas, para quem for, por favor, mantenha as medidas preventivas, principalmente de evitar aglomerações nas praias”, apelou o secretário em entrevista ao jornal Meio Dia Paraná, da RPC TV, nesta quinta-feira (17).  “Estamos fazendo o possível para dar conta dos atendimentos, mas sem a ajuda de todos pode ser que os leitos não sejam suficientes”, reforça o secretário em nota na Agência Estadual de Notícias.

A preocupação de Beto Preto procede pela expectativa de que uma verdadeira multidão desça a serra no verão e pelos problemas que o sistema de saúde já enfrenta antes mesmo da temporada de praias. Estimativa do próprio governo do estado é de que Guaratuba, Matinhos e Pontal do Paraná reúnam cerca de 2,5 milhões de pessoas na passagem do ano novo, entre moradores locais e turistas.

Apesar da preocupação, as praias não terão acesso limitado durante a temporada, segundo o prefeito de Guaratuba, Roberto Justus (PSDB), presidente da Associação dos Municípios do Litoral do Paraná. De prevenção, até agora, foi acordado que não haverá queima de fogos no ano novo em nenhuma praia do Paraná.

Números já são alarmantes antes mesmo da temporada

Antes mesmo da chegada desta multidão, o sistema de saúde no Litoral já está à beira do colapso. Terça-feira (15), não havia vagas nos hospitais com todos os leitos de Covid-19 ocupados no Litoral. A ocupação caiu pouco na quarta-feira (16), para 95%. Municípios como Guaratuba já estão mandando pacientes para outras cidades desde a semana passada por falta de vagas.

A 1ª Regional de Saúde da Secretaria Estadual de Saúde (Sesa), que engloba as sete cidades litorâneas, tem a segunda maior incidência de coronavírus no Paraná. São quase 4 mil casos de Covid-19 por 100 mil habitantes, atrás somente da 9ª Regional, no Oeste do estado, com pouco mais de 5,7 mil casos por 100 mil habitantes.

A regional do Litoral também ocupa a segunda posição de mortes por Covid-19. São 81,6 óbitos por 100 mil habitantes, atrás apenas da 2ª Regional, que abrange a Região Metropolitana de Curitiba, com 87,6 óbitos por 100 mil habitantes.

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]