Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Reunião em Brasília, nesta quarta-feira (24)
Reunião em Brasília, nesta quarta-feira (24)| Foto: AEN

Ao sair da reunião em Brasília nesta quarta-feira (24) com o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), o governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior (PSD), disse que “a prioridade apresentada pelos governadores é a vacina” contra a Covid-19. Além de Ratinho Junior, outros seis governadores de estados brasileiros participaram da reunião, que também contou com o presidente do Congresso Nacional, senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG). “Queremos um cronograma para que possamos vacinar, de domingo a domingo, o máximo de pessoas possível e imunizar a população rapidamente”, disse Ratinho Junior, após o encontro. A reunião, fechada à imprensa, durou cerca de duas horas.

Receba no seu Whatsapp as principais notícias do Paraná

A reunião foi convocada para definir a criação de um comitê para articular nacionalmente as ações de enfrentamento à pandemia, mas apenas governadores alinhados ao Planalto foram chamados para o encontro, o que gerou uma série de críticas. João Doria (PSDB) afirmou que o governo do Estado de São Paulo não foi convidado para o movimento que "exclui governadores que estão trabalhando para proteger a vida de brasileiros" e classificou o colegiado como "não confiável". "O Brasil quer vacinação, o Brasil não quer comitê de adulação e disso não participo", afirmou Doria, durante entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.

Na mesma linha, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), afirmou que o foco da reunião parece ser “fotos e manchetes”. "Talvez a maior preocupação esteja mais em uma fotografia e em uma manchete que deem aparência de ação do que efetivamente viabilizar caminho de superação da crise", disse o tucano, ao Congresso em Foco.

Próximo de Bolsonaro, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), representou os estados da região Sudeste na reunião. Já Ratinho Junior disse que estava presente na reunião representando os governos dos três estados da região Sul e não fez comentários sobre as críticas.

Na reunião, ficou decidido que o senador Rodrigo Pacheco será o porta-voz dos governadores dentro do comitê anti-Covid. Ele já marcou uma reunião com os chefes dos estados para sexta-feira (26) pela manhã.

Também participam do encontro desta quarta-feira (24) o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux, Alexandre de Moraes e Dias Toffoli, e os governadores Cláudio Castro (PSC), Romeu Zema (Novo), Renan Filho (MDB), Marcos Rocha (sem partido), Wilson Lima (PSC) e Ronaldo Caiado (DEM).

10 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]