Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE

rosário

Lula diz que recebeu terço enviado pelo papa Francisco

Segundo postagem na página oficial do ex-presidente, Lula ganhou o ‘presente’ na cela onde está preso na Polícia Federal, em Curitiba

  • Da Redação
  • Atualizado em às
 | Claudio Kbene/Reprodução/Facebook
Claudio Kbene/Reprodução/Facebook
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

O perfil oficial do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Facebook publicou, nesta segunda-feira (11), a foto de um rosário supostamente enviado ao petista pelo próprio papa Francisco. De acordo com a postagem, Lula recebeu o ‘presente’ junto com um cartão assinado pelo papa na sala onde cumpre a pena de 12 anos e um mês de prisão após condenação no processo do tríplex.

O ex-presidente está preso há mais de 60 dias na sede da Polícia Federal em Curitiba. Mesmo atrás das grades, Lula pode receber presentes desde que os objetos não coloquem em risco a saúde dele ou de alguém da carceragem.

Leia também: Reitor de Aparecida se desculpa após pedir que Nossa Senhora abençoe Lula

O post no Facebook cita, ainda, uma frase dita pelo papa Francisco durante a homilia de uma missa, celebrada em maio, dando a entender que o pontífice é contra a “difamação de figuras públicas”. A frase citada, dita pelo papa em maio, é esta: “criam-se condições obscuras para condenar uma pessoa. A mídia começa a falar mal das pessoas, dos dirigentes, e com a calúnia e a difamação essas pessoas ficam manchadas. Depois chega a Justiça, as condena, e no final, se faz um golpe de Estado.”

Apesar disso, Francisco não fez referência direta a nenhum lugar específico, mas rapidamente foi entendida como uma declaração endereçada ao Brasil. A liturgia da missa daquele dia falou de um episódio de calúnia contra o apóstolo São Paulo.

“Assessor do papa”

Em outra postagem, agora no Twitter, a assessoria do petista afirma que o terço foi trazido por “Juan Grabois, assessor do papa Francisco para assuntos de Justiça e Paz, que foi impedido de visitar o presidente”.

Segundo a página oficial do Vaticano na internet, Grabois foi nomeado em 2016 como consultor do Pontifício Conselho de Justiça e Paz. A Santa Sé tem centenas de consultores. Portanto, não há nada que indique vínculo direto de Grabois com Francisco, exceto o fato de ter nacionalidade argentina, como Francisco.

Em janeiro de 2017, o Conselho de Justiça e Paz foi fundido com outros três órgãos (Conselho Cor Unum, Conselho para os Migrantes e Itinerantes, e Conselho para os Operadores Sanitários) para formar o Dicastério para o Desenvolvimento Humano Integral, uma espécie de ministério/secretaria do Vaticano. Não consta que Grabois ainda seja consultor desse novo órgão.

Procurada, assessoria de imprensa da Polícia Federal afirmou que não tem conhecimento sobre o presente recebido por Lula. A Nunciatura Apostólica no Brasil, espécie de “embaixada” do Vaticano, também foi procurada pela reportagem para confirmar a veracidade do fato, mas não atende mais o público externo após às 16 horas.

Sobre o gesto supostamente atribuído a Francisco, uma jornalista que mora em Roma e cobre os assuntos do Vaticano, ouvida pela Gazeta do Povo, disse que “o papa é informal, mas não é ingênuo. Ele obedece aos protocolos da diplomacia vaticana no trato com chefes de Estado. E sobretudo quando entra em situações complexas, como o caso da prisão do Lula, a diplomacia vaticana mantém sua posição neutra.”

o que você achou?

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Política

PUBLICIDADE