Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
PUBLICIDADE

Repercussão da crise

Membro da família imperial diz que há “projeto de dominação socialista” no Brasil

Em meio à crise política, trineto de dom Pedro 2º critica o republicanismo e defende a monarquia

  • Da Redação
 |
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Dom Luiz de Orléans e Bragança, trineto do imperador dom Pedro 2º e herdeiro do trono extinto em 1889, divulgou uma carta em que comenta a a atual crise política. Nela, ele lamenta o fato de o sistema político republicano ter entrado em um cenário de caos, credita o problema a um suposto projeto de dominação socialista e coloca a família imperial à disposição para solucionar a crise.

A carta foi divulgada em um a página pró-monarquia no Facebook. No texto, Dom Luiz cutuca o regime republicano e alerta que há grupos que podem estar aproveitando o atual momento para “semear o clima de desconserto e de caos nesse cenário, alimentando soluções mágicas e imediatistas de salvadores da Pátria, bem ao estilo do republicanismo vigente”.

Ele diz perceber que a população já está se afastando desse tipo de solução e que é compreensível que “muitos olhares” se dirijam à família imperial, que não guardaria ressentimentos do “golpe republicano de 1889.”

Na opinão de Dom Luiz, esse cenário caótico é alimentado por um projeto de dominação socialista no Brasil, que estaria usando esquemas de corrupção em seu proveito para aviltar instituições e financiar o “socialismo do século XXI por toda a América Latina”. “A instituição da família tem sido triturada, a economia sufocada, com um cerceamento da propriedade privada e da livre iniciativa e nossos valores cristãos espezinhados em todos os campos”, argumenta.

Para ele, no entanto, a maioria dos brasileiros já teria escolhido que a “sua bandeira jamais será vermelha”. Ele aproveita para defender a “saudável” instituição da monarquia e coloca a família imperial à disposição para cooperar na busca de uma solução para o país sair da crise.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Política

PUBLICIDADE