i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
banco público

Paulo Guedes escolhe especialista em privatizações para presidir a Caixa

Doutor em Economia pela Universidade de Rockester (EUA), Pedro Guimarães deverá comandar a venda da área de cartões de crédito e de seguros

    • Folhapress e Estadão
    • 21/11/2018 18:17
     | Marcelo Elias/Gazeta do Povo
    | Foto: Marcelo Elias/Gazeta do Povo

    O futuro ministro da Economia Paulo Guedes escolheu Pedro Guimarães para ocupar a presidência da Caixa Econômica Federal (CEF). Sócio do banco de investimento Brasil Plural, Guimarães possui mais de 20 anos de atuação no mercado financeiro na gestão de ativos e reestruturação de empresas. Doutor em Economia pela Universidade de Rockester (EUA), especializou-se em privatizações.

    O contive foi aceito por Guimarães na noite de quinta-feira (21). Ele foi convidado para presidir o banco estatal ou para assumir a Secretaria de Privatizações, que será criada na governo Bolsonaro. Como pode escolher, optou pela Caixa.

    Pelo estatuto do banco, o nome terá de ser indicado pelo futuro presidente Jair Bolsonaro (PSL) para o conselho da estatal. Os executivos atuais não poderão ser trocados pelo presidente porque, pelas novas regras, precisam ser escolhidos pelo conselho da instituição.

    LEIA TAMBÉM: Guedes quer criar seis ‘supersecretarias’ no ministério da Economia

    No comando da Caixa, Guimarães deverá comandar a venda da área de cartões de crédito e de seguros. A ideia de Guedes é delegar para a iniciativa privada negócios que não fazem parte da “política pública” conduzida pelo banco.

    Essa diretriz também será reproduzida no Banco do Brasil, que deverá vender seu braço de investimentos. O atual presidente da Petrobras, Ivan Monteiro, é o preferido de Guedes para comandar a instituição mesmo diante da resistência da ala política de Bolsonaro.

    LEIA TAMBÉM: Investigado, futuro ministro da Saúde causa primeira saia justa do governo Bolsonaro

    Perfil

    Guimarães é especialista em privatizações e trabalhou no BTG Pactual ainda quando o futuro ministro da Economia era sócio do banco de investimento. Ele é um dos executivos do mercado financeiro que fazem parte do grupo de voluntários que estão em Brasília para ajudar na transição do novo governo. Na equipe, é um dos responsáveis por fazer o levantamento das estatais que podem ser vendidas na gestão Bolsonaro. O Banco Brasil Plural e o Bank of America Merril Lynch fizeram recentemente um estudo apontando que o governo pode levantar de R$ 500 bilhões a R$ 800 bilhões só com a venda de estatais.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.