Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
PUBLICIDADE

Eleições 2018

Vice de Bolsonaro: definição de partido abre disputa por vaga em chapa presidencial

Pelo menos dois parlamentares já procuraram Bolsonaro para se colocar à disposição: o deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP) e o senador Magno Malta (PR-ES)

  • Da Redação, com Estadão Conteúdo
 | Marcelo Andrade/Gazeta do Povo
Marcelo Andrade/Gazeta do Povo
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

A perspectiva do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) chegar ao segundo turno nas eleições presidenciais de 2018, revelada por recentes pesquisas de intenção de voto, abriu uma procura de interessados em ser candidato a vice-presidente na chapa dele. Pelo menos dois parlamentares já procuraram Bolsonaro para se colocar à disposição: o deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP) e o senador Magno Malta (PR-ES).

Última pesquisa Datafolha sobre a disputa presidencial de 2018, divulgada em junho, mostrou que o deputado do PSC está em segundo lugar, tecnicamente empatado com a ex-ministra Marina Silva (Rede), com 16% e 15% das intenções de voto, respectivamente. O parlamentar fluminense registrou tendência de alta. Na pesquisa de dezembro de 2016, tinha 8%, passando para 14% em abril. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) manteve liderança, com 30% das intenções.

Outro movimento ocorrido no domingo (30) acelerou as apostas sobre quem pode compor chapa com Bolsonaro em 2018. O deputado fluminense anunciou que deve se filiar ao Partido Ecológico Nacional, o PEN, que é registrado com o número 51. Bolsonaro autorizou seus auxiliares a confirmarem a troca e até já posou para foto ao lado do presidente do PEN, Adilson Barroso. “Nós vamos casar logo após o caso Temer”, disse o presidenciável a amigos, se referindo à votação da denúncia contra o peemedebista na Câmara, que ocorre na quarta (2).

Com sua filiação, o PEN vai mudar de nome e deverá se chamar Prona, cujo ex-líder Enéas é admirado pelo deputado, ou Patriotas. Por essa nova legenda Bolsonaro pretende disputar a presidência da República em 2018.

Barroso disse que a filiação de Bolsonaro vai permitir a coligação com partidos médios para as eleições do ano que vem e a legenda irá atrair também muitos vereadores e deputados estaduais e federais.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Política

PUBLICIDADE