• 05/02/2020 10:03
Nota de repúdio

Em meio a protestos de ONGs, governo nomeia pastor para cuidar de índios isolados

  • 05/02/2020 10:03
  • PorEstadão Conteúdo
    Nomeação foi alvo de protestos de ONGs que defendem povos indígenas
    Nomeação foi alvo de protestos de ONGs que defendem povos indígenas| Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

    O Ministério da Justiça e Segurança Pública nomeou o pastor evangélico Ricardo Lopes Dias para o cargo de coordenador-geral de Índios Isolados e de Recente Contato da Diretoria de Proteção Territorial da Fundação Nacional do Índio (Funai). A indicação para chefiar a área foi alvo de nota de repúdio da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab) e diversas outras organizações não governamentais. A Defensoria Pública da União (DPU) cobrou explicações da Funai e também manifestou "preocupação com as movimentações que podem indicar mudanças nas políticas públicas de proteção aos Povos Indígenas Isolados e de Recente Contato".

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.