• 13/05/2020 10:59
Coronavírus

Prolongar quarentena vai aumentar falências e desemprego, alerta Ministério da Economia

  • 13/05/2020 10:59
  • Brasília
Contrato de Trabalho Verde Amarelo vai incentivar a contratação de jovens e idosos a partir da desoneração da folha de pagamento.
Fila de trabalhadores do seguro desemprego aumentou| Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo

O Ministério da Economia afirmou, em nota técnica, que a economia vai piorar caso as políticas de distanciamento social se prolonguem para além de maio. A pasta estima que, além da perda de produção e queda mais acentuada no PIB de 2020, o prolongamento da quarentena vai levar ao maior número de empresas decretando falência, maior endividamento público e privado e aumento na taxa desemprego, entre outros efeitos negativos. "Caso as políticas de distanciamento social se prolonguem o efeito econômico direto (perda de produção e queda mais acentuada no PIB de 2020) e o efeito indireto (maior número de empresas decretando falência, maior endividamento público e privado, aumento na taxa natural de desemprego, etc., gerando uma recuperação mais lenta e queda mais acentuada no PIB de longo prazo) serão acentuados", diz a Secretaria de Política Econômica. A pasta também divulgou que cada semana de quarentena custa R$ 20 bilhões ao país.

Tudo sobre:

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.