i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Crise diplomática

Como a briga com Bolsonaro ajuda Macron a se autopromover na França

  • PorLeonardo Desideri
  • Brasília
  • 28/08/2019 20:59
O presidente da França, Emmanuel Macron, e o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro: troca de farpas pública.
O presidente da França, Emmanuel Macron, e o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro: troca de farpas pública.| Foto: Charles Platiau e Mauro Pimentel/AFP

Emmanuel Macron, presidente da França, e Jair Bolsonaro entraram em conflito público nos últimos dias, trocando acusações e ofensas que colocaram em pauta o acordo comercial entre Mercosul e União Europeia, a soberania do Brasil sobre a Amazônia e até as aparências físicas das primeiras-damas francesa e brasileira.

Membros do corpo diplomático brasileiro vêm fazendo contatos para amenizar o impacto internacional do conflito. Além disso, o embaixador do Brasil em Paris, Luís Fernando Serra, foi à TV francesa para esclarecer os dados sobre desmatamento e queimadas na Amazônia, destacando que, sob a presidência de Luiz Inácio Lula da Silva, os números eram muito piores.

Apesar de toda a questão diplomática que envolve o conflito e de seu alcance internacional, o foco principal de Macron ao entrar em choque com Bolsonaro pode não ser a Amazônia, mas o eleitorado francês. Segundo Oliver Stuenkel, professor de Relações Internacionais da Fundação Getúlio Vargas (FGV), a ruptura com Bolsonaro agrada dois espectros antagônicos da população francesa: os agricultores e os ambientalistas.

Com o pacto comercial que está sendo negociado entre UE e Mercosul, o potencial aumento da concorrência de produtos agrícolas brasileiros com os franceses é visto como uma ameaça por agricultores locais. "As manifestações recentes contra ele vieram do campo. Os agricultores franceses, que têm muito medo do acordo com o Mercosul, sentem-se contemplados [com a não-assinatura do acordo]", diz Stuenkel.

Ao mesmo tempo, o presidente francês pode melhorar suas credenciais com os ambientalistas do país. "O Macron tem feito pouco nesse âmbito. Isso ajuda a ganhar apoio com o movimento verde francês, que é cético em relação a ele", afirma o professor.

Macron também pode capitalizar com a imagem negativa do presidente brasileiro entre os franceses, especialmente depois que Bolsonaro fez uma piada em um comentário de rede social sobre a aparência de Brigitte Macron, primeira-dama francesa. "Bolsonaro é extremamente impopular na França. Falou mal da primeira-dama, que é muito popular. Atacar o Bolsonaro é popular entre os franceses", diz Stuenkel.

Antes, já havia uma predisposição de certos grupos políticos da União Europeia para rechaçar o acordo com o Mercosul. A questão ambiental no Brasil, segundo o professor, era o pretexto de que necessitavam.

"A incerteza em relação ao acordo não aumentou porque alguns mudaram de lado, mas porque aqueles que já eram contra antes se sentiram fortalecidos. Agora, há uma razão clara para dizer: 'não podemos trabalhar com eles'. A França identificou isso como uma área em que pode assumir liderança global", explica Stuenkel.

O conflito entre Macron e Bolsonaro se intensificou agora, mas começou dois meses atrás, em junho. Veja como se deu a escalada de animosidade entre os dois presidentes:

A cronologia da troca de farpas

28 de junho

Na Cúpula do G20 em Osaka (Japão), Macron indicou que uma eventual resistência de Bolsonaro em aderir integralmente ao Acordo de Paris poderia frustrar um pacto comercial entre a União Europeia e o Mercosul. Quando o governo brasileiro confirmou que não exigiria mudança no tratado climático, Macron se deu por satisfeito.

bolsonaro-macron
Bolsonaro e o presidente francês durante o encontro do G-20, em Osaka.| Frederico Mellado/ARG
29 de julho

Em visita a Brasília, o chanceler francês Jean Yves-Le Drian elogiou a decisão tomada por Bolsonaro de não buscar alterar o Acordo de Paris. O presidente brasileiro não participou do encontro com Le Drian, mas apareceu cortando o cabelo no barbeiro em uma transmissão de vídeo ao vivo no momento da reunião. Um mês depois, a atitude seria lembrada por Macron como um sinal do despreparo de Bolsonaro para o cargo de presidente.

Presidente Bolsonaro preferiu cortar cabelo a se reunir com ministro francês.
Presidente Bolsonaro preferiu cortar cabelo a se reunir com ministro francês.| Reprodução / Facebook
23 de agosto

Na semana passada, diante das notícias que circularam o mundo sobre o aumento das queimadas na Amazônia, Macron afirmou que Bolsonaro mentiu na Cúpula de Osaka e que, por isso, a França se oporia ao acordo UE-Mercosul. Bolsonaro respondeu pelo Twitter:

As fotos a que o presidente fez referência, de queimadas na Amazônia ocorridas décadas atrás, haviam sido divulgadas por Macron também no Twitter.

24 de agosto

Um seguidor da página de Bolsonaro no Facebook postou na rede social uma montagem com fotos do presidente brasileiro e Macron ao lado de suas mulheres com o texto "Entende agora pq Macron persegue Bolsonaro?", insinuando que Brigitte Macron é feia. O administrador da página do presidente comentou a montagem com "não humilha cara. kkkk". Macron lamentou o fato e disse que "o Brasil merece um presidente que esteja à altura do cargo".

Primeira-dama da França, Brigitte Macron
Primeira-dama da França, Brigitte Macron| Thomas SAMSON/AFP
26 de agosto

Em reunião do G7, grupo de países mais ricos do mundo, estipulou-se uma contribuição de US$ 20 milhões a ser oferecida ao Brasil para resolver os problemas de incêndios na Amazônia. Na mesma reunião, Macron sugeriu que talvez fosse conveniente conferir à floresta amazônica um status internacional, para evitar prejuízos ambientais globais causados pelos líderes da região. "É um caminho que permanece aberto e continuará a florescer nos próximos meses e anos. A questão é tal no plano climático que não podemos dizer 'este é um problema só meu'", disse o francês. O governo brasileiro entendeu as declarações de Macron como uma sugestão de afronta à soberania do Brasil sobre a Amazônia e recusou a ajuda de US$ 20 milhões.

Líderes dos sete países mais desenvolvidos do mundo
Líderes dos sete países mais desenvolvidos do mundo acordaram uma ajuda financeira para a Amazônia, mas o Brasil recusou.| Reprodução/Twitter/G7France
27 de agosto

Bolsonaro colocou duas condições para aceitar a ajuda do G7: que Macron retirasse o insulto de "mentiroso" que lhe fez e se retratasse da ameaça feita à soberania da Amazônia. Mais tarde, no mesmo dia, o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, sugeriu que haveria chance de o governo receber o dinheiro mesmo sem essas retratações. Macron, contra-atacou, dizendo que alguns dirigentes confundem "soberania com agressividade" e defendeu ser um erro pensar desta forma.

Presidente Bolsonaro: cobertura da mídia sobre Amazônia
Bolsonaro condicionou aceitar a ajuda financeira do G-7 a um pedido de desculpas de Macron.| Marcos Corrêa/PR
11 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 11 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • D

    Dinart Bittencourt

    ± 1 horas

    O MACRON PODE SE PROMOVER COM A IGNORÂNCIA DE MUITOS FRANCESES A RESPEITO DO BRASIL, MAS OS BEM INFORMADOS SABEM BEM O QUE O SEU PRESIDENTE ESTÁ QUERENDO. SUA INTENÇÃO MAIOR É DESVIAR O FOCO SOBRE O QUE ACONTECE EM SEU PAÍS. ELE QUE SE PREOCUPE COM OS SEUS PEPINOS E DEIXE NOSSO GOVERNO TRABALHAR EM PAZ.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • W

    William Bones

    ± 2 horas

    Quem ajuda a esquerda é o jornalismo de hoje em dia que joga do lado terrorista. Vejam que a parte boa do governo, coisas boas, é raro tu ver na TV (fonte de praticamente toda informação do brasileiro), só mostram a desgraça sempre. Ou dão muita mas muita atenção a isso, porque a desgraça vende!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    PAULO DIAS

    ± 2 horas

    Macron esteve há poucos meses a borda de perder o mandato quando mlhares de "colêtes amarelos" insatisfeitos com o governo , protestavam e promoviam grande destruição nas ruas de Paris. Agora aproveitando o descuido de Bolsonaro , Macron foi promovido a queridinho dos franceses.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    CARLOS ROBERTO TEIXEIRA

    ± 3 horas

    Este esquerdista Macron que vá cuidar da rejeição dele entre os franceses que é de mais de 67%.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • K

    Katsunori shimomaebara

    ± 3 horas

    Fazer entender um burro é muito mais fácil do que fazer entender um birrento.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Decio mango

    ± 4 horas

    Macron esta desviando a atenção da *******que esta aseu governo para coisas que sequer conhece...boiolao com sua esposa feiosa de fachada

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Antonio Eduardo Fernandes

    ± 5 horas

    Apesar de não gostar da política ambiental de Bolsonaro acho que ele adotou o tom certo em relação às bravatas de Macron.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    CARLOS FELIX

    ± 5 horas

    Como cantava Tiririca, "Quem é Leonardo Desideri" ? Macron está apanhando mais que piá de prédio, da turma das ruas . Além de ter levado raspão de da Heir Merckel . O que é Leonardo Desideri ?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    Joao abu

    ± 10 horas

    Pra que o macron iria se promover com a amazonia vamos ser realistas. Tudo pra passar pano pro mito que ridicularizou a esposa do macron. Ridiculo nem precisava disso . O macron tem seus problemas em seu país.Esse nacionalismo piegas não me convence nem um pouco .

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    2 Respostas
    • D

      Decio mango

      ± 4 horas

      cada baboseira pieguistas que aparece...Macron e a coisa mais perfeita que existe..o idi0ta

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • L

      Leonardo David

      ± 4 horas

      Lógico, a preocupação dele com o meio ambiente é genuína! Muito realismo da sua parte!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]