Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Para evitar a perda de empregos e garantir a renda do trabalhador durante a pandemia do novo coronavírus, o governo assinou uma medida provisória que permite uma empresa suspender contrato de trabalho por até dois meses
Para evitar a perda de empregos e garantir a renda do trabalhador durante a pandemia do novo coronavírus, o governo assinou uma medida provisória que permite uma empresa suspender contrato de trabalho por até dois meses| Foto:

O governo publicou uma medida provisória que permite que empresas suspendam o contrato de trabalho de seus funcionários por até dois meses durante o período de pandemia do novo coronavírus.

A ideia é evitar demissões e garantir a renda do trabalhador. Confira o vídeo!

As empresas que faturam até 4,8 milhões de reais por ano não precisarão pagar nada nem ao governo e nem ao seu funcionário, que vai receber o valor integral do seguro-desemprego que receberia caso fosse demitido.

No caso das empresas com faturamento maior do que os 4,8 milhões, elas vão pagar 30% do salário do trabalhador e o governo complementa com 70% do valor do seguro-desemprego.

Além disso, todos os benefícios que a empresa pagava devem ser continuados.

O funcionário vai ter também estabilidade durante a suspensão e depois por um período equivalente. Se ele ficou afastado por dois meses, tem mais dois de emprego garantido.

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]