Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Ao contrário do que muita gente pensava, a pandemia do novo coronavírus não trouxe um novo baby boom. Na verdade, foi o contrário. A taxa de natalidade caiu neste último ano.

Entenda o porquê e as consequências disso em um minuto. 

A taxa de natalidade caiu e a culpa é da Covid-19

A ideia inicial era bem simples: com os casais trancados em casa, era só questão tempo para vermos mais bebês nascendo. Só que a realidade se mostrou bem diferente.

A alta mortalidade e a recessão econômica foram as principais causas para que os índices de natalidade caíssem em 2020.

Este cenário de crise, que deve se estender por mais um bom tempo, fez com que muitos casais adiassem ou desistissem da ideia de ter filhos.

Um levantamento feito na Europa com jovens entre 18 e 34 anos indicou que dois terços deles não querem mais ser pais por causa da pandemia.

Na Coreia do Sul, onde menos de mil pessoas morreram e que não teve nenhum lockdown, 2020 fechou com mais gente morrendo do que nascendo, o que marca o encolhimento da população sul coreana.

Talvez essa possa ser uma tendência global. A revista Lancet publicou um estudo com dados de 2017 que mostra que a taxa de fertilidade global está se aproximando do índice que marca a redução da população.

A previsão é que essa virada aconteça até o fim do século. Ou até mesmo antes, levando em conta os impactos da pandemia.

Conteúdo editado por:Jenifer Ribeiro dos Santos
1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]