Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

#Anúncio de um possível novo remédio para tratamento contra a Covid-19, testado em Israel, chamou a atenção de pacientes, médicos e pesquisadores

Israel é o país mais avançado do mundo na vacinação contra a Covid-19. Vem de lá também uma outra notícia relacionada ao combate à pandemia. Mas, é bom ir com calma.

A informação é sobre um possível tratamento contra a doença causada pelo novo coronavírus. Esse anúncio chamou a atenção de pacientes, médicos e pesquisadores.

Chamado de EXO-CD24, a nova tecnologia mudaria a forma de tratar doenças que atrapalham o sistema imunológico, como a infecção pelo Sars-CoV-2.

Bolsonaro falou sobre o "remédio" de Israel durante live

Na quinta-feira (11), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que iria tratar com o primeiro-ministro de Israel, Benjamim Netanyahu, sobre esse novo "remédio". Já na sexta-feira (12), no Twitter, o presidente brasileiro disse que tratou com o israelense sobre "participação do Brasil na 3ª fase de testes do spray EXO-CD24, medicamento israelense que, até o momento, vem obtendo grande sucesso no tratamento da covid-19 em casos graves".

Ao mesmo tempo, é sempre importante manter a cautela. Afinal, desde o início da pandemia, vários “medicamentos milagrosos” surgiram e, pouco a pouco, as evidências científicas foram comprovando a falta de eficácia no combate à Covid-19.

De acordo com os especialistas ouvidos pelo Sempre Família, portal da Gazeta do Povo, o EXO-CD24 não pode nem ser considerado um medicamento por enquanto. Mas é, sim, um candidato promissor. Talvez nem só contra a Covid-19, mas em relação a outras doenças.

Este episódio do podcast 15 Minutos recebe a Amanda Milléo, repórter especialista em Saúde, da Gazeta do Povo. Ela explica tudo o que se sabe sobre esse “remédio” e também detalha por que é preciso manter os pés no chão.

***

Ficha técnica: ‘15 minutos’, podcast de notícias da Gazeta do Povo #Apresentação e roteiro: Márcio Miranda; direção de conteúdo: Rodrigo Fernandes; equipe de produção: Maria Eduarda Scroccaro, Jenifer Ribeiro e Durval Ramos; montagem: Leonardo Bechtloff; identidade visual: Gabriela Salazar; estratégia de distribuição: Gladson Angeli e Marcus Ayres.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]