Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Na foto: Vereador Felipe Camozzato
Na foto: Vereador Felipe Camozzato| Foto:

A extrema-esquerda gozou de espaço totalmente livre para mentir, difamar, inverter fatos e enganar trouxas nas últimas décadas, contando com a “oposição” de tucanos sem a devida coragem de se levantar contra tudo isso. Não mais! Há algo NOVO no ar, e a molezinha dos comunistas acabou. Temos visto vários casos por aí, e trago mais um ao leitor. O vereador Felipe Camozzato, do Partido Novo, rebateu uma vereadora petista em Porto Alegre, que acusara a existência de uma “bancada da bala” na Câmara Municipal. Vejam a resposta magistral do jovem, que humilhou a cúmplice ideológica de terroristas:

Acabou a sopa, socialistas! Aceitem que dói menos. Como a extrema-esquerda não tem o que dizer sobre tais acusações, pois ao contrário das que faz contra o lado direito, elas são verdadeiras, eis o que resta a essa turma fazer:

blog

Não é ridículo? O que seria da extrema-esquerda sem os rótulos que tenta colocar nos adversários? Como que essa gente que defende as piores ditaduras, os regimes mais opressores que perseguem minorias, que escravizam mulheres e matam gays, que espalham miséria e terror, poderia argumentar num debate? Não dá! E por isso mesmo tentam essa estratégia pérfida, acusam os demais de “fascistas”, quando todos sabem que o verdadeiro fascismo nasceu de um socialista italiano, que queria tudo no estado, nada fora dele, exatamente como querem esses socialistas.

A extrema-esquerda está desorientada, pois não sabe como reagir a quem faz oposição de verdade aos seus devaneios mentirosos. Estava acostumada a ter somente o PSDB como obstáculo, e convenhamos: é um obstáculo que bastava um peteleco para derrubar, pois no fundo a esquerda light não tem a coragem necessária para bater na extrema-esquerda, seus “primos radicais”.

Só que agora existe algo NOVO, repito, e gente sem medinho de colocar os pingos nos is, de rebater na lata quando acusado das mais terríveis coisas por uma turma inescrupulosa e safada. Bancada da bala? Não, vereadora. Existe a bancada dos indivíduos, dos cidadãos, que em qualquer país livre têm o direito de se armar para se defender, e a bancada dos marginais, dos bandidos, dos terroristas, dos ditadores, que quer destruir a liberdade individual e ainda chama os outros de “fascistas”. Mas a farsa foi descoberta e a máscara caiu.

Rodrigo Constantino

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]