Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
PUBLICIDADE

repercussão

Eduardo esteve comprometido com um Brasil mais justo, diz Marina

Vice na chapa de Campos, Marina estava abatida e emocionada ao fazer pronunciamento sobre o companheiro

  • Folhapress
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Visivelmente abatida, a ex-senadora Marina Silva fez um breve pronunciamento na tarde desta quarta-feira (13) sobre a morte de seu companheiro de chapa na disputa pelo Palácio do Planalto, Eduardo Campos (PSB). Ela ressaltou a convivência com Campos ao longo dos últimos dez meses e disse que o acidente que vitimou o ex-governador de Pernambuco é "sem sombra de dúvida uma tragédia". Para ela, Campos esteve "comprometido" com ideais de um "Brasil mais justo" até os "últimos segundos de vida".

● Leia a cobertura completa da morte de Eduardo Campos

A ex-senadora disse que quer guardar como lembrança de Campos a última vez em que esteve com ele, na noite de terça-feira (12), após a entrevista do candidato para o Jornal Nacional, da TV Globo. "A imagem que eu quero guardar dele foi da nossa despedida de ontem. Cheio de alegria, cheio de sonhos, cheio de compromissos. É com esse espírito que peço a Deus que possa sustentar sua família, consolar sua família e também a todos nós", disse.

Marina afirmou que, ao longo dos dez meses de convivência, aprendeu a "respeitar, admirar e confiar" nas "atitudes" e nos "ideais" de Campos. "Foram dez meses de intensa convivência em que, como eu disse, começamos a fiar juntos, principalmente, a esperança de um mundo melhor, mais justo." "Ele esteve comprometido com esses ideais até os últimos segundos de sua vida".

A ex-senadora exibiu olheiras profundas e um semblante abatido durante seu pronunciamento. Antes dela, o Carlos Siqueira, secretário-nacional do partido de Campos, leu uma nota do PSB. "Morre Eduardo Campos. Fica o seu legado de luta por um Brasil mais democrático, próspero, solidário e socialmente justo", dizia o texto.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Vida Pública

PUBLICIDADE