Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), saiu em defesa, na quinta-feira (12), da decisão tomada pela bancada do partido na Câmara de se afastar do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). “Não teremos o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, como a prioridade do PSDB”, afirmou o senador após se reunir com a bancada. O deputado Carlos Sampaio (SP), líder da bancada tucana na Câmara, também teria sido incisivo ao pedir aos membros do partido no Conselho de Ética, Betinho Gomes (PE) e Nelson Marchezan (RS), que “sejam duros e representem a indignação de toda a bancada”. “Num momento em que acusações chegam com provas, e explicações são frágeis, fizemos o que deveria ser feito. No afastamento, dizemos que não temos compromisso com erro. Cabe a Eduardo decidir quais serão suas alianças e de que forma encaminhará a questão do impeachment. Não limitaremos a nossa atuação política à questão do impeachment”, afirmou Aécio, que voltou a defender a cassação da presidente Dilma Rousseff, (Folhapress)

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]