i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Animal

O ronronar dos gatos indica outros sentimentos além da felicidade; saiba quais

Comunicação e calmante são alguns dos motivos do barulho, segundo as veterinárias Carolina Rocha e Carolina Prochmann

  • PorVivian Faria, especial para a Gazeta do Povo
  • 12/01/2018 09:00
Foto: Kari Shea / Unsplash.
Foto: Kari Shea / Unsplash.| Foto:

Em algum momento tutores de gatos já devem ter visto e ouvido os bichinhos ronronarem:  o barulhinho, originado a partir de uma vibração da laringe de gatos e de outros felinos, geralmente é associado a momentos em que o bicho parece feliz, como quando está no colo do tutor ou recebendo carinho.

Para os especialistas, porém, demonstrar satisfação ou felicidade não é a única função do ronrom.

Existem quatro principais funções para o ronronar: comunicar bem-estar e amabilidade, agir como calmante, pedir comida e, devido à baixa frequência da vibração, ajudar a fortalecer tecidos, regenerar algo que não está bem.

Estas funções foram identificadas a partir da observação dos bichanos, mas ainda precisam ser estudadas com mais profundidade. Ainda assim, a análise do contexto em que o ronrom acontece geralmente ajuda a identificar o motivo para o gato estar produzindo aquele som. É como um sorriso humano, que pode ter vários significados dependendo do contexto.

Tipos e contextos

A primeira função é a mais conhecida e aquela normalmente associada ao ronronar. Eles fazem isso quando estão em contato com um humano ou outro gato com quem têm uma relação positiva, ou quando ganham uma comida gostosa, por exemplo.

Este ronronar não é necessariamente uma resposta a um agrado, mas pode sinalizar que o gato está aberto a receber carinho. Ele pode ser facilmente confundido com aquele que indica fome, já que este também vem acompanhado de uma aproximação do humano.

Por outro lado, se o animal ronrona quando vai ao médico veterinário, após um período de estresse ou quando está prestes a dormir, pode ser que o barulhinho tenha a função de acalmar o bicho. Nesse caso, o ronronar tem uma frequência mais baixa, que o animal realiza como uma forma de autocuidado.

“Gatos ronronam quando estão em contato com um humano ou outro gato com quem têm uma relação positiva, ou quando ganham uma comida gostosa, por exemplo. São situações gostosas, de felicidade” – Carolina Prochmann, médica veterinária e pesquisadora da Universidade Federal do Paraná.

A última — e mais curiosa — função está ligada à vibração produzida pelo ronronar e os benefícios terapêuticos que ela pode acarretar. Sabe-se que essa vibração ajuda a fortalecer tecidos. Não é à toa que a fisioterapia utiliza equipamentos que produzem vibração semelhante para tratar alguns problemas. Assim, quando estão doentes ou machucados, os gatos ronronam para se recuperar.

É nesse ronronar que os tutores devem prestar atenção: os gatos tendem a esconder dores e doenças. Se, além de ronronar, o gato ficar mais quietinho, dorminhoco e apático, ele pode precisar de cuidados e de um veterinário.

De onde vem

Gatos e outros felinos, como onças, chitas e pumas, produzem o ronronar a partir da vibração da laringe — e não das cordas vocais. Sabe-se que tanto a laringe quanto o diafragma desses animais oscilam quando eles respiram, mas os estudos ainda não determinaram se a produção do barulho é voluntária ou não. Felinos que rugem, como leões, não ronronam.

Fontes: médicas veterinárias Carolina Rocha, comportamentalista e sócia da Pet Anjo, e Carolina Prochmann, pesquisadora da Universidade Federal do Paraná.

* * *

LEIA TAMBÉM:

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

    Fim dos comentários.