Patrocínio

Hospital Pilar X-Leme Diagnóstico Por Imagem Mantis Diagnósticos Avançados

5 mil pessoas enfrentam chuva forte para doar medula a menino com câncer

A ação aconteceu na cidade de Worcester, na Inglaterra, para localizar um doador compatível com Oscar Saxelby-Lee, de cinco anos

O exército inspirador foi formado em frente a uma escola primária da Inglaterra após uma campanha para ajudar um garoto de cinco anos. Foto: Worcester News/SWNS

“Um exército inspirador”. Foi assim que a britânica Olivia Saxelby, de 23 anos, descreveu a fila gigante de quase 5 mil voluntários decididos a doar medula óssea ao seu filho Oscar Saxelby-Lee, de cinco anos. “Essas pessoas ficaram na chuva sem reclamar e vieram de lugares tão distantes como o País de Gales”, afirmou Olívia ao jornal The Daily Mail.

>> Conheça os sinais do câncer infantil

O estudante da Escola Primária de Pitmaston, na cidade de Worcester, foi diagnosticado com leucemia linfoblástica aguda no mês de dezembro e precisa de um transplante de medula óssea urgente para ter chances de sobreviver. Como os pais não foram compatíveis para realizar a doação, a diretoria da escola iniciou uma campanha em março para incentivar novos doadores.

“Fiquei impressionada quando fui à escola. Havia uma foto enorme do rosto de Oscar e isso me quebrou. As palavras não saíram e eu comecei a chorar. Eu soprei beijos para todos”, relatou a mãe ao periódico inglês.

De acordo com a Escola de Pitmaston, em apenas dois dias de campanha, 4.855 doadores efetuaram o cadastro na instituição para ajudar Oscar. Além disso, outras mil pessoas se cadastraram na prefeitura da cidade durante as semanas seguintes e centenas procuraram a Universidade de Worcester. A reposta rápida da população para ajudar o menino emocionou o país e novas ações têm sido realizadas.

Os pais Olivia Saxelby and Jamie Lee descobriram em dezembro de 2018 que o filho sofre de leucemia linfoblástica aguda. Foto: Reprodução/Facebook

“É tão reconfortante saber que cada um deles quer ajudar o nosso menino e muitos outros em posição similar. Nós simplesmente não podemos agradecer o suficiente por tanta generosidade e amor”, afirmou a mãe ao Daily Mail.

Na entrevista, ela relata que o filho apresentou os primeiros sintomas da doença durante o Natal de 2018, quando estava fraco e com diversos hematomas nas pernas. “Normalmente, ele estaria correndo, causando estragos, sendo um macaquinho. Mas tudo o que ele queria fazer era descansar no sofá”.

No entanto, a maior preocupação surgiu durante um jogo de dardos com a família, quando uma flecha de esponja bateu no rosto de Oscar e um enorme hematoma surgiu imediatamente. O menino foi levado ao pronto atendimento para realização de exames e o diagnóstico assustador foi transmitido aos pais algumas horas depois: leucemia.

O garoto foi transferido, então, ao Hospital Infantil de Birmingham, onde o receberam com uma transfusão de sangue emergencial devido à baixa contagem de plaquetas em sua corrente sanguínea. Segundo o Daily Mail, o menino apresentava apenas 16.000 plaquetas por microlitro de sangue, enquanto os níveis normais variam entre 150.000 e 350.000.

O garoto iniciou as sessões de quimioterapia e, em dois meses, perdeu o cabelo e não consegue mais andar sozinho. Foto: Reprodução/Facebook

Com esse resultado, a menor batida poderia fazer com que menino sangrasse abundantemente porque não teria capacidade de coagulação. “Ele estava petrificado”, relatou a mãe, ao lembrar os primeiros momentos no hospital. O garoto iniciou as sessões de quimioterapia e, em dois meses, perdeu o cabelo e não tinha mais forças para andar.

“Uma vez Oscar disse: ‘Não quero estar no hospital porque vou morrer’. Foi o momento mais difícil da minha vida. Eu tinha lágrimas nos olhos, mas tive que me recompor”, afirmou Olívia ao períodico britânico.

A mãe passa todos os dias com o filho, enquanto o esposo Jamie Lee se divide entre os corredores do hospital e o trabalho. Segundo uma publicação em suas redes sociais na última quinta-feira (2), Oscar tem sido muito forte e tem inspirado a família. “Cada dia é difícil, mas você tenta o máximo para ficar positivo e não posso lhe agradecer o suficiente por esse meu lindo menino”, escreveu Olívia, que espera ansiosa por um doador compatível para a realização do transplante.

Enquanto isso, ela deixa um conselho a outros pais. “Desfrute todos os dias com seus filhos porque você simplesmente não sabe o que está por vir ao virar a esquina”, disse ao The Daily Mail.

LEIA TAMBÉM

8 recomendações para você

Deixe seu comentário