Brasileiros são os que mais se preocupam com a aparência durante as viagens de férias

Pesquisa mostra que 6 em cada 10 brasileiros acreditam que estar na moda durante a viagem de férias é tão importante quanto o destino escolhido

Para mais da metade dos brasileiros, a moda acompanha as férias. Foto: VisualHunt.

Uma pesquisa divulgada recentemente revelou que 6 em cada 10 brasileiros se preocupam mais com a aparência para a selfie durante a viagem de férias do que quando estão no seu dia a dia. O levantamento, realizado pelo site de buscas Booking.com, mostra que esse comportamento é único na América Latina e que mais da metade dos viajantes foi influenciado a mudar o seu estilo pessoal quando voltou para casa.

De acordo com a professora do curso de etiqueta e comportamento corporativo do Centro Europeu, Silmara Adad, esse comportamento acontece por uma série de aspectos históricos e econômicos. Mas também pela própria vontade de estar bem na foto.

>> Confira 6 dicas para uma selfie perfeita

“Eu acho isso curioso mesmo, talvez por vivermos em um mundo que precisemos nos mostrar para uma grande economia, mas também pela questão histórica de ser um país tropical em que as pessoas se mostram mais, principalmente nas cidades mais quentes”, explica.

Para ela, o brasileiro é, sim, muito vaidoso e um dos que mais consome artigos de higiene e beleza em todo o mundo. O país só fica atrás dos norte-americanos dos EUA, dos chineses e dos japoneses.

A preocupação dos brasileiros em estar bem vestido nas férias se dá também por conta da tecnologia, para a selfie perfeita. Foto: Caroline da Costa/acervo pessoal.

Tendência mundial

A vontade de estar bem na foto coloca os brasileiros como os líderes da América Latina neste tipo de comportamento, à frente da Argentina, Colômbia e México. No mundo, a preocupação só fica atrás da Índia, Indonésia, Espanha e China.

O gerente de comunicação do site autor da pesquisa, Luiz Cegato, explica que os brasileiros não tem medo de ousar no visual quando saem de férias. É a oportunidade que eles têm de até mesmo mudar o estilo de se vestir.

“A pesquisa indicou que 57% dos viajantes brasileiros ficam mais confiantes nas férias do que em sua rotina diária. Pode ser que essa confiança, que vem com a viagem, ajude o brasileiro a ousar mais em suas roupas e acessórios”, analisa.

Para não levar o guarda-roupas inteiro, a gerente de projetos Caroline da Costa planeja tudo antes de arrumar a mala. Foto: Caroline da Costa/acervo pessoal.

É assim que a gerente de projetos Caroline da Costa faz cada vez que viaja para algum novar novo. Ela conta que já planeja tudo antes, como o que fará a cada dia e os locais que vai visitar.

“Na hora de montar a mala eu já separo os looks para cada ocasião e os guardo montados. Além de otimizar o tempo na hora de me vestir, evita que eu leve meu guarda-roupas inteiro em uma viagem”, conta.

>> Depois dos EUA, agora é a vez da Ásia ter um ‘boom’ de turistas

A professora de etiqueta diz que muito disso tem a ver com a realização de sonhos e de autoconhecimento. A pesquisa mostra que os brasileiros se sentem mais confortáveis, felizes e confiantes quando podem escolher ou mudar seu estilo durante a viagem.

“Isso tem muito a ver com o próprio cenário econômico do país, que mesmo com toda essa crise que estamos vivendo, algumas pessoas ainda tem condições de realizar os sonhos de viagem e guardar fotos e momentos de recordação. A roupa e o estilo reforçam essas memórias”, completa.

Estilo x cultura

Até mesmo culturas mais diferentes podem somar ao estilo dos brasileiros. A Tailândia é um dos novos destinos preferidos dos viajantes. Foto: VisualHunt.

O levantamento aponta que as férias são o momento de deixar as preocupações em casa, fugir e mergulhar em um novo ambiente. No entanto, mesmo essa abertura a novas culturas é algo que não sai muito da zona de conforto do viajante

Luiz Cegato explica que pode acontecer de um estilo muito pessoal conflitar com a cultura local, mas isso vai depender do quanto o viajante está disposto a absorver do que está conhecendo de novo.

“Creio que isso depende muito do estilo do viajante e do destino escolhido. Se o viajante está de férias em Nova York, por exemplo, é pouco provável que seu estilo pessoal contraste com o estilo dos locais, já que Nova York é uma cidade multicultural. Claro, é sempre bom pesquisar e estar bem informado sobre a cultura local do lugar que se visita”, diz.

>> De passagens às diferenças culturais; o que é preciso saber antes de viajar à Europa

A pesquisa mostra que 57% dos viajantes brasileiros já escolheram um destino de férias por conta do interesse em compras e moda, por exemplo. Para Silmara Adad, o brasileiro tem um comportamento praticamente único no mundo de gostar de misturar estilos, trazendo peças de outros lugares, como roupas e acessórios.

“Não há povo no mundo igual ao brasileiro, nós temos uma influência cultural muito forte de outros lugares e acabamos criando um estilo próprio e particular com essa mescla”, analisa.

>> Veja 6 dicas para ajudar a arrumar a mala de viagem sem esquecer nada

Em paralelo, o levantamento aponta que um terço dos viajantes (31%) deseja se vestir melhor do que seus companheiros durante uma viagem, e somente 14% dos viajantes brasileiros acreditam que um guarda-roupa mal planejado pode arruinar sua confiança durante uma viagem, pois suas roupas de férias, embora funcionais, estão fora de moda. A pesquisa foi realizada com 21,5 mil pessoas de 29 países.

LEIA TAMBÉM:

8 recomendações para você

Deixe seu comentário