Você conhece a história do outubro rosa?

Movimento popular é conhecido internacionalmente e cada ano cresce o número de pessoas e de ações. Tem até aplicativo

Foto: (Bigstock)

Chamado simplesmente de “Outubro Rosa”, a campanha tem aumento na adesão da população, empresas e entidades a cada ano, e procura chamar a atenção para a realidade atual do câncer de mama e a importância do diagnóstico precoce. Nenhuma entidade, associação ou empresa é proprietária ou representante legal do movimento, e seu nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra a doença.

O diagnóstico precoce da doença é o primeiro e mais importante passo para a cura. No Brasil, de acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de mama é o tipo mais comum entre as mulheres depois do de pele não melanoma, respondendo por cerca de 25% dos casos novos a cada ano. A doença também acomete homens, porém é raro e representa apenas 1% do total de casos. Relativamente raro antes dos 35 anos, depois sua incidência cresce progressivamente, especialmente após os 50 anos. A estimativa do INCA para 2015 é de mais de 57 mil novos casos no Brasil.

História

14732

Komen Race for the Cure de 1991, em Nova York. (Foto: Divulgação)

Tudo começou nos Estados Unidos, quando a Fundação Susan G. Komen for the Cure (hoje a maior organização de câncer de mama do mundo) lançou o laço cor-de-rosa, em 1991, e o distribuiu aos participantes da primeira Corrida pela Cura (Komen Race for the Cure), realizada em Nova York. No de 1997 algumas entidades das cidades de Yuba e Lodi (EUA) começaram a fomentar ações voltadas a prevenção do câncer de mama, surgindo daí o nome Outubro Rosa e os enfeites em locais públicos com os laços, ou outras ações como corridas, desfile de modas com sobreviventes da doença e até mesmo partidas de boliche. Não existe uma informação oficial de quando começou a ideia de iluminar de rosa monumentos, prédios públicos, pontes, teatros e etc. Mas a primeira iniciativa no Brasil foi a iluminação em rosa do monumento Mausoléu do Soldado Constitucionalista (o Obelisco do Ibirapuera), em São Paulo, no dia 02 de outubro de 2002. A iniciativa  foi de um grupo de mulheres simpatizantes com a causa e que tiveram o apoio de uma empresa européia de cosméticos.

2015 Susan G. Komen Race for the Cure Milwaukee - Image credit Michael Sears

Susan G. Komen Race for the Cure 2015, em Milwaukee. (Foto: Michael Sears)

Criatividade

rosa-1

No ano passado, Teresina reuniu cinco mil pessoas durante caminhada. (Foto: Divulgação)

Quanto mais crescem as adesões, mais ações são pensadas. Na cidade de Teresina, a Fundação Maria Carvalho promove há nove anos uma caminhada de conscientização sobre o câncer de mama. Este ano a caminhada aconteceu ontem (03) e a capital do Piauí concorre ao título de cidade a realizar o maior Abraço Rosa do mundo. A organização chamou o Guinness Book, o livro dos recordes, para avaliar o evento.

Aplicativo

Em outubro de 2014 foi lançado o aplicativo Laço Rosa Neo Mama, desenvolvido pelo Instituto Neo Mama em parceria com a 4.2 Produtora. Disponível gratuitamente para celulares e tablets com sistema Android, nele há texto e ilustrações de como fazer o autoexame e possibilita compartilhar nas redes sociais mensagem de apoio ao movimento. O Instituto Neo Mama, que é uma entidade sem fins lucrativos localizada em Santos (SP), presta atendimento gratuito a pessoas com câncer de mama.

App

(Foto: Reprodução)

8 recomendações para você

Deixe seu comentário