Patrocínio

Hospital Pilar X-Leme Diagnóstico Por Imagem Mantis Diagnósticos Avançados

“Moda não é evento, é business”

Vinicius Schane falou sobre a ligação das tendências da moda ao contexto histórico e econômico



Vinicius Schane, historiador, recapitulou a história da moda e relacionou tendências com contextos social e econômico desde o século XVIII.
O historiador e sócio-fundador do Instituto Orbitato, Vinicius Schane recapitulou a história da moda em sua palestra “Contexto social da moda – um viés para a criação” no segundo dia do 6º Paraná Business Collection (PBC). Atualmente, ele destaca, a moda não é mais ditadora. “Hoje o mundo tem espaço para tudo, e todas as misturas são permitidas”, disse.

Como parte de sua palestra no 11º Ciclo de Atualização em Moda, Vinicius apresentou uma linha do tempo, desde a nobreza do século XVIII aos dias atuais e as oscilações de luxo e simplicidade na alta costura até o início do século XX. “Agora já mudou. Se alguma coisa é tendência, a contra tendência também estará presente. A calça skinny, por exemplo, não sumiu com a volta das pantalonas”, exemplificou. Essa seria a característica principal na produção de moda no século XXI.

Cultura de moda no Brasil

No Brasil, especificamente, o historiador relembrou a criação do Morumbi Fashion, atual São Paulo Fashion Week, por Paulo Borges como uma forma de criar uma cultura de moda. Os próximos passos, citando Borges, seriam a profissionalização de marcas e indústrias brasileiras e focar na qualidade dos negócios. “Moda não é evento, é business”, destacou Schane.

Mas como notar as tendências e a ligação da moda com o contexto pelo qual passamos? Para Schane, é uma questão de comportamento: há uma redescoberta das baixas tecnologias, retorno ao estilo analógico e o consumo de moda como um estilo de vida, uma experiência para quem o veste.

8 recomendações para você

Deixe seu comentário