Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Videogames para o cérebro: alguns jogos podem melhorar o poder do cérebro, sugere um novo estudo britânico | Andrey_Popov/Shutterstock.com Uso especial
Videogames para o cérebro: alguns jogos podem melhorar o poder do cérebro, sugere um novo estudo britânico| Foto: Andrey_Popov/Shutterstock.com Uso especial

Boas notícias aos amantes de jogos de vídeo game: um novo estudo britânico descobriu que alguns jogos podem ajudar a treinar o cérebro e torná-lo mais ágil, além de melhorar o pensamento estratégico.

Cientistas da Queen Mary University of London e da University College London recrutaram 72 voluntários do sexo feminino e mediram sua "flexibilidade cognitiva", descrita como a habilidade que uma pessoa tem de se adaptar e alternar entre as tarefas e pensar em várias ideias em um determinado momento para resolver problemas.

Dois grupos de pacientes foram treinados para jogar diferentes versões de um game de estratégia chamado StarCraft, no qual os jogadores precisam construir e organizar exércitos para combater um inimigo em tempo real, em ritmo acelerado. Um terço das participantes jogou o famoso videogame de simulação de vida The Sims, que não requer muita memória ou muitas habilidades táticas do jogador.

Todos as voluntárias jogaram os games durante 40 horas, ao longo de seis a oito semanas, e foram submetidas a uma série de testes psicológicos antes e depois.

Os resultados mostraram que os indivíduos que jogaram StarCraft foram mais rápidos e mais precisos na realização de tarefas de flexibilidade cognitiva se comparados àqueles que jogaram The Sims.

"Pesquisas anteriores já haviam demonstrado que os games de ação, como Halo, podem acelerar a tomada de decisão, mas o atual trabalho constata que jogos de estratégia em tempo real podem promover a nossa capacidade de pensar rapidamente e aprender com os erros do passado", disse o pesquisador Brian Glass da Escola de Ciências Biológicas e Químicas da Queen Mary University of London.

"Nosso trabalho mostra que a flexibilidade cognitiva, a pedra fundamental da inteligência humana, não é uma característica estática, mas pode ser treinada e melhorada usando ferramentas de aprendizagem divertidas como jogos."

Os resultados, anunciados ontem, foram publicados online no periódico PLOS One.

Uma pesquisa publicada no início deste ano na mesma revista descobriu que jogar videogame pode prevenir e até reverter a deterioração das funções cerebrais como memória, raciocínio e processamento visual.

O estudo da Universidade de Iowa feito com centenas de pessoas com 50 anos ou mais mostrou que aqueles que jogaram um game foram capazes de melhorar uma série de habilidades cognitivas e reverter até sete anos de declínio relacionado com o envelhecimento.

Acesse o novo estudo (em inglês):http://www.plosone.org/article/info%3Adoi%2F10.1371%2Fjournal.pone.0070350

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]