Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Causadora de problemas mecânicos e vasculares, o peso avantajado pode influenciar no surgimento da pressão intraocular, diz o médico oftalmologista do Instituto de Oftalmologia de Curitiba Michel Rubin, especialista em glaucoma pela Santa Casa de São Paulo e Universidade da Califórnia de San Francisco, nos Estados Unidos. Confira:

Como a obesidade pode levar ao aumento da pressão intraocular?

Há estudos que sugerem essa associação, inclusive em crianças. Entre as teorias sobre os possíveis mecanismos responsáveis estão: causas mecânicas, em que a obesidade levaria a um exuberante tecido gorduroso atrás do globo ocular, além de aumentar a viscosidade sanguínea e a resistência para a drenagem venosa, aumentando a pressão intraocular; e vasculares, em que a obesidade e doenças associadas aumentariam a pressão sanguínea em pequenas artérias oculares, além de alterações em vasos que desencadeariam a redução do fluxo sanguíneo no nervo ótico.

Como a pressão intraocular pode desencadear o glaucoma?

O aumento da pressão intraocular é um fator de risco para o glauco­ma, mas não causa obrigatória da doença. A hipertensão ocular pode levar a alterações no nervo ótico, ocasionando perda progres­siva no campo de visão, que somente poderá ser percebida pelo paciente em fases avançadas da doença. Por isso, é recomen­dável a avaliação periódica com o oftalmologista, já que o glaucoma e outras doenças oculares podem progredir sem causar sintomas. Com o diagnóstico precoce, o controle da doença pode ter maior índice de sucesso.

Há outras doenças oculares que são predispostas pelo aumento do peso?

Indiretamente, sim. A obesidade aumenta a chance de surgimento de diversas doenças que podem afetar a visão. Entre elas, alterações na retina relacionadas à pressão arterial sistêmica e ao diabete, que se estiver em fase avançada, pode até levar à perda da visão.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]