Patrocínio

Hospital Pilar X-Leme Diagnóstico Por Imagem Mantis Diagnósticos Avançados

Como saber se o peixe está fresco e pode ser consumido sem riscos

Escamas, olhos, brânquias e odor são alguns dos detalhes que as pessoas devem ficar atentas na hora de comprar o peixe mais fresco

(Foto: Bigstock)

Da textura dos olhos à consistência das escamas, os sinais que indicam que aquele é o peixe mais fresco do mercado, peixaria ou feira podem passar despercebidos pelos consumidores. Na hora de comprar o peixe da Semana Santa, fique atento aos detalhes a seguir, conforme orienta a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa):

>> Mito ou verdade: nove tipos de peixes que você não deveria comer

Peixe fresco tem que ser assim:

Não pode ter sinais de areia ou poeira no peixe – Os peixes expostos não podem apresentar sinais de contaminantes físicos, como pó ou areia, pedaços de metais ou plásticos; contaminantes químicos, como sabão e detergentes; ou biológicos, como bactérias, vírus (que não são vistas a olho nu, mas podem ser deduzidas pela presença de moscas no pescado).

Não pode ter manchas, furos ou cortes na superfície – A aparência do peixe fresco deve demonstrar que o pescado não foi cortado, a não ser que seja vendido em postas. A pele deve estar úmida, tensa e bem aderida.

Não pode ter escamas soltas – As escamas dos peixes frescos estão sempre bem firmes e resistentes, o que indicam que a pesca foi recente. Devem também estar translúcidas, ou parcialmente transparentes, e brilhantes.

Não pode ter olhos opacos – Os olhos do peixe fresco ocupam toda a cavidade, são brilhantes e salientes. Procure por pontos brancos no centro do olho e, se tiver qualquer sinal do tipo, evite comprar este animal. Os pontos brancos não aparecem nos peixes frescos.

Opérculos e brânquias brilhantes e úmidas – Verifique a membrana que reveste a guelra, chamada de opérculo: deve estar rígida e oferecer resistência quando tentar abrir.

A face interna da membrana também deve estar brilhante, e os vasos sanguíneos cheios e fixos.

Já as brânquias precisam apresentar uma cor rosa a vermelho intenso, úmidas e brilhantes. Também não devem ter muco, líquido pastoso – a não ser que seja em uma presença bem discreta.

Odor e cor característico – O cheiro de um peixe passado do ponto é fácil de identificar. Fique de olho nessa característica, bem como na cor do animal e no seu abdome, que deve estar aderido ao osso e com uma elasticidade marcante.

E se for um peixe congelado?

Caso opte por comprar um peixe que já venha congelado, verifique se está armazenado na temperatura informada pelo fabricante na embalagem.

Não compre peixes congelados que estejam amolecidos no pacote ou com acúmulo de líquidos. Isso indica que eles já foram descongelados.

Se houver muita água ou gelo, o balcão onde está o peixe foi, provavelmente, desligado ou a temperatura mudou em algum momento. Evite o produto nesse caso.

LEIA TAMBÉM

8 recomendações para você

Deixe seu comentário