Patrocínio

Hospital Pilar X-Leme Diagnóstico Por Imagem Mantis Diagnósticos Avançados

Musculação na quarta idade: saiba os benefícios e cuidados

Prática, sempre com acompanhamento, é indicada até para quem tem mais de 80 anos. Saiba as orientações em relação à intensidade e limitações

O casal Kiyoe Shida, 80 anos, e Hatiro Shida, 82 anos, durante o treino: sempre com acompanhamento. Letícia Akemi/Gazeta do PovoO casal Kiyoe Shida, 80 anos, e Hatiro Shida, 82 anos, durante o treino: sempre com acompanhamento. Letícia Akemi/Gazeta do Povo

A musculação é uma forma de treinamento usada para fins atléticos, estéticos e de saúde. Para os idosos, a prática é muito benéfica tanto para a saúde como para sua vida social, já que é uma oportunidade de sair de casa e interagir com pessoas diferentes. O professor de musculação e responsável pelo Programa Prevenção da Companhia Athletica Curitiba, Luiz Otavio do Carmo de Almeida, afirma que não existem nem aparelhos e nem exercícios que idosos não podem fazer, o que delimita a sua prescrição são as restrições funcionais e possíveis doenças, que irão demandar cuidados na seleção de exercícios, métodos, tempo de descanso e intensidade de treino.

“O principal cuidado em prescrever uma série de musculação para um aluno da quarta idade (acima de 80 anos), é saber a condição física e histórico com esportes. É importante que o professor saiba as limitações, as patologias que o indivíduo tem, experiência com o treinamento de força e com outros tipos de atividades. Além de entrar em contato com os médicos que o atende para recomendações”, afirma Almeida. Com todas estas informações, é possível montar um treino personalizado que se aproxime do dia a dia da pessoa, com elementos de mobilidade e estabilidade articular e exercícios educativos que procurem melhorar movimentos e controle.

LEIA TAMBÉM

>>> Relaxar sem culpa elimina estresse entre idosos

>>> Frutas e vegetais que ajudam a prevenir a catarata nos idosos

>>> Conheça quatro aplicativos desenvolvidos para idosos

Exercícios diários

O casal Kiyoe Shida, 80 anos, e Hatiro Shida, 82 anos, começou a frequentar a academia em 1985, quando suas filhas saíram de casa, no interior de São Paulo. Há seis anos, se mudaram para Curitiba, ela com um problema na coluna e ele com diabetes. Foi aí que resolveram iniciar exercícios com o acompanhamento de um personal trainer. O casal faz aulas de alongamento e yoga, caminha na esteira e pratica uma série de musculação com orientação do professor.

“Vamos para a academia todos os dias, de segunda a sexta-feira, sempre na parte da manhã”, conta Kiyoe. “Fazemos isso para o nosso bem-estar e cuidado com a saúde. Depois da musculação sentimos muito mais disposição para o resto do dia”, completa Hatiro.

O levantamento de peso e o uso dos aparelhos não assusta o casal. “O personal cuida muito bem da gente e faz o exercício na medida do possível. Quando fica muito pesado, a gente reclama”, confessa Hatiro. Além do acompanhamento do professor, eles se consultam regularmente com médicos especialistas que sabem tudo que eles fazem dentro da academia.

 

PRIMEIRO PASSO

Confira uma lista de informações necessárias para o início de uma  série de musculação personalizada:

  • Doenças pré-existentes
  • Dores
  • Histórico familiar
  • Hábitos de vida
  • Avaliação funcional
  • Avaliação corporal (peso, altura e percentual de gordura)
  • Avaliação postural
  • Exames fisiológicos básicos e cardiológicos

 

BENEFÍCIOS

O professor Luiz Otavio  do Carmo de Almeida lista alguns benefícios diretos  da prática de exercícios na saúde do idoso:

  • Redução da sarcopenia (perda de massa muscular)
  • Diminuição da osteopenia (queda da massa óssea)
  • Melhora em variáveis fisiológicas como glicemia e colesterol
  • Melhora funcional significativa relacionada a qualidade nas atividades físicas da vida diária, como locomoção, sentar e levantar e equilíbrio

 

8 recomendações para você

Deixe seu comentário