Conheça os principais cuidados com o coto umbilical
| Foto:

O cordão umbilical liga o bebê à mãe durante a gestação. O cordão é pinçado e cortado pelo obstetra, em seguida é colocado um “clamp” de plástico pelo pediatra, removido antes da alta hospitalar. Uma pequena parte do cordão – de aproximadamente 3 cm – permanece e é chamada de coto umbilical. A pediatra e neonatologista Dra. Flavia Oliveira explica que embora cause muita aflição em alguns pais o coto umbilical exige manipulação adequada e higiene.

O coto não possui terminações nervosas sendo assim não dói, a higienização indicada é com álcool 70% em toda extensão e principalmente na base para ressecá-la. É importante não ocluir o coto com gaze, faixas e outros tecidos.

LEIA TAMBÉM

Mães e especialistas dividem seus segredos sobre amamentação

Mãe de primeira viagem: entenda o puerpério

Gestação ectópica exige tratamento rápido e cirúrgico

A pediatra explica que normalmente o tempo de queda é de uma semana, mas pode se estender por até um mês. “Em alguns casos pode existir à formação do chamado granuloma (pequenos nódulos de caráter inflamatório) na base do coto, após sua queda. Neste caso o ideal é realizar cauterização com bastão de nitrato de prata indicado pelo pediatra,” conclui Flavia.

Sangramentos pequenos são comuns, mas havendo sangramento abundante, saída de secreção com odor forte ou vermelhidão em volta do coto a avaliação médica é indispensável.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]