Patrocínio

Hospital Pilar X-Leme Diagnóstico Por Imagem Mantis Diagnósticos Avançados

Nutella causa câncer? Veja outros produtos com o óleo de Palma

Marca do creme de avelã mais conhecido se posicionou depois da polêmica de que uma substância na Nutella poderia causar câncer

(Foto: Bigstock)

Depois que a Nutella, marca mais conhecida de creme de avelã, defendeu o uso do óleo de Palma na composição do produto, em uma campanha publicitária lançada na última semana, a discussão em torno do potencial cancerígeno da substância voltou ao debate público. Em maio do ano passado, a Autoridade Europeia de Segurança Alimentar (EFSA, em inglês) divulgou um estudo no qual indicava que o óleo de Palma teria um contaminante (glycidyl fatty acid esters, ou GE) em sua composição capaz de induzir ao câncer quanto refinado a temperaturas acima de 200ºC.

Leia mais

Crepioca, tapioca ou pão francês: o que te ajuda a emagrecer?

Mormaço também queima e desidrata: veja como cuidar

Tem micose no pé? Verão é a época certa para cuidar!

Embora a agência não tenha recomendado a suspensão do consumo do óleo de Palma ou mesmo da Nutella pela população, Helle Knutsen, especialista e membro do Painel sobre Contaminantes da Cadeia Alimentar (CONTAM, em inglês) da EFSA, argumentou na publicação que “há evidência suficiente de que o glicidol (composto presente no GE) seja genotóxico e carcinogênico. Portanto, o Painel do CONTAM não vê níveis seguros para o GE.”

Da mesma forma, a Organização Mundial da Saúde, a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura e a Food and Drug Administration (entidade norte-americana similar à Anvisa no Brasil) também não lançaram recomendações para banir o uso da substância na alimentação.

Como resposta, a fabricante Ferrero defendeu que o óleo de palma seria o “ingrediente mais adequado para proporcionar a Nutella uma suavidade perfeita, garantindo a sua cremosidade especial e, sobretudo, evitando o processo de hidrogenação que produziria gorduras trans prejudiciais à saúde.”

Em relação aos outros óleos que poderiam substituir na composição do produto, como o óleo de girassol, a campanha informa que o óleo de palma tem uma oxidação superior, o que garante o sabor único da Nutella ao longo de todo o período de validade.

Onde mais tem óleo de palma?

O óleo de palma está presente na maioria dos produtos industrializados, mas nos rótulos é identificado apenas como “óleo vegetal”. Na indústria cosmética, o mesmo óleo recebe o nome de “palmitato de sódio” ou “sodium palm kerenelate”.

Veja quais outros produtos e alimentos contém óleo de palma:

Pipoca de micro-ondas

(Foto: VisualHunt)

(Foto: VisualHunt)

Chocolate em barra

(Foto: VisualHunt)

(Foto: VisualHunt)

Batata-frita feita industrialmente

(Foto: VisualHunt)

(Foto: VisualHunt)

Sopas instantâneas

(Foto: VisualHunt)

(Foto: VisualHunt)

Sorvetes de massa

(Foto: VisualHunt)

(Foto: VisualHunt)

Molhos prontos para saladas

(Foto: VisualHunt)

(Foto: VisualHunt)

Queijos

(Foto: VisualHunt)

(Foto: VisualHunt)

Macarrão instantâneo

(Foto: VisualHunt)

(Foto: VisualHunt)

Refeições congeladas, como pizzas prontas

(Foto: VisualHunt)

(Foto: VisualHunt)

Margarinas

(Foto: VisualHunt)

(Foto: VisualHunt)

8 recomendações para você

Deixe seu comentário