10 plantas para ter em casa

Além de reduzirem o estresse e melhorarem o rendimento nas atividades diárias, as plantas deixam o ar da casa mais limpo

plantas viver bem casa gazeta do povoPresentear com plantas é outra ideia para amigo secreto temático. Você pode comprar pronto, plantar ou dar um kit para que seu amigo monte.

Para quem achava que ter plantas dentro de casa só ajudaria a alegrar o ambiente, estudiosos da Nasa provam o contrário. Além de reduzirem o estresse e melhorarem o rendimento nas atividades diárias, as plantas também são capazes de deixar o ar da casa mais limpo, e nem é preciso uma minifloresta para isso.

Um vaso em cada quarto é o suficiente para uma boa limpeza. Não há limites para a quantidade de plantas em casa, a não ser que a pessoa tenha algum tipo de alergia. Quanto mais plantas, melhor será a umidade relativa do ar, que sempre estará acima de 20% a 30%, o que é excelente para o ser humano.

Como as plantas agem?

Quando respiramos, liberamos compostos gasosos que podem ser prejudiciais à saúde, como o formaldeído. Nas embalagens plásticas, nas tintas das paredes e até em toalhas de papel que usamos estão mais elementos tóxicos, como o benzeno, tricloroetileno e tolueno. As plantas são capazes de absorver esses compostos pelas folhas e depois “quebrá-los” nas raízes. Algumas substâncias são usadas como fonte de alimento, enquanto outras são destruídas durante o processo biológico. Ao ar, as plantas devolvem apenas oxigênio.

 

Fitoremediação

É o nome dado à função das plantas de removerem as toxinas do ar em qualquer ambiente, e isso vai além do processo natural de respiração vegetal, onde há a absorção de dióxido de carbono (CO2) e liberação de oxigênio.

 

Como escolher a planta certa?

A escolha da melhor planta, porém, precisa passar por alguns critérios, como a habilidade de limpeza do ar, hábitos de crescimento, exigências na manutenção e cuidados, além do gosto pessoal. Confira abaixo algumas sugestões da NASA, de acordo com o estudo divulgado pela Universidade do Hawaii em Manoa, “Usando plantas para a limpeza do ar dentro de casa”, em tradução livre, em 2007.

Crisântemos (Chrysanthemum morifolium) – Removem benzeno do ambiente de forma eficiente, mas evite o sol do meio dia para não amadurecer de forma prematura as flores.

Areca-bambu (Dypsis lutescens) – Cresce rápido e ainda libera uma grande quantidade de umidade ao ar.

Camedórea-elegante (Chamaedorea elegans) – Fácil de ser cuidada, a camédorea também contribui para uma boa quantidade de umidade no ambiente.

Samambaias (Nephrolepis exaltata) – Além de liberaram uma boa quantidade de umidade, é uma opção ideal para cestos suspensos. É importante que regue com frequência para evitar a queda das folhas.

Jiboia (Epipremnum aureum) – São mais eficientes em remover moléculas de formaldeído, e crescem de forma rápida. Pode ser cultivada em cestos suspensos ou mesmo em paredes, de forma “trepadeira”.

Lírio da paz (Spathiphyllum varieties) – É tolerante com baixa luz e pode florescer mesmod entro de casa. Além disso, libera grande quantidade de umidade ao ambiente.

Tamareira-anã (Phoenix roebelini) – Cresce devagar, mas se adapta muito bem a ambientes com pouca luz.

Gérbera (Gerbera jamesonii) – Libera grande umidade no ambiente, mas pode florescer prematuramente se exposto ao sol muito forte.

Barba-de-serpente (Liriope muscari) – Desenvolve-se bem mesmo com pouca luz ou pouca sombra e produz pequenas flores brancas e de cor lavanda.

Árvore-da-borracha (Ficus elastica) – É fácil de cuidar e cresce rápido. Além disso, tolera pouca luz.

 

Fontes: Paula Maria Elbl, pós-doutoranda em Botânica, na área de Ciências, pela Universidade de São Paulo (USP); Estudo “Usando plantas para a limpeza do ar dentro de casa”, em tradução livre, em 2007, da Universidade do Hawaii em Manoa e Nelson Augusto Rosário Filho, um dos diretores da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI) e Adriana Schmidt, alergista e imunologista, médica do serviço de alergia do Hospital Universário Cajuru, da PUCPR.

8 recomendações para você

Deixe seu comentário