i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Turismo

Conheça a Lapa dos tropeiros

Programa Aprendiz de Tropeiro cria roteiro para conhecer a história, o patrimônio cultural e a gastronomia da Lapa em um fim de semana

  • PorAndrea Torrente
  • 15/02/2015 00:35
No centro histórico da Lapa, 14 quarteirões e 235 construções tombadas pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Fotos: Hedeson Alves/Gazeta do Povo
No centro histórico da Lapa, 14 quarteirões e 235 construções tombadas pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Fotos: Hedeson Alves/Gazeta do Povo| Foto:

Mesmo depois de séculos, a Lapa é uma cidade que ainda conserva as pegadas dos antigos tropeiros. Para resgatar um dos fenômenos que contribuíram para a formação do Paraná, o programa Aprendiz de Tropeiro organiza roteiros para conhecer a história, o patrimônio cultural e a gastronomia da Lapa em um fim de semana.

A iniciativa, desenvolvida pelo pesquisador Márcio Anis Mattar Assad, em parceria com o Hotel Tropeiro da Lapa, tem uma finalidade didática e é particularmente indicado para crianças e famílias. As atividades são realizadas no próprio hotel e incluem, entre outras coisas, a visita ao recanto turístico Caminho das Tropas, com a possibilidade de passeios a cavalo e de experimentar o típico café tropeiro preparado na fogueira, à moda antiga. O roteiro conta também com uma visita guiada ao centro histórico do município, que fica a cerca de 60 km de Curitiba e foi fundado em 1769 pelos tropeiros, viajantes que transportavam gado e mercadorias do Rio Grande do Sul até Minas Gerais, entre os séculos 17 e 19.

Passeio a cavalo pelo recanto turístico Caminho das Tropas.
Passeio a cavalo pelo recanto turístico Caminho das Tropas.

Hoje o centro da Lapa reúne o maior patrimônio cultural e conjunto arquitetônico preservado do Paraná. Ao todo são 14 quarteirões e 235 construções tombadas pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, como o Theatro São João, construído em 1876 em estilo neoclássico, e a Igreja Matriz de Santo Antônio, de 1784. São lugares que transpiram história, como a praça General Carneiro, onde, em 1894, as tropas republicanas (os chamados “pica-paus”) e federalistas (“maragatos”) travaram a batalha conhecida como Cerco da Lapa. A resistência dos republicanos comandados pelo general Ernesto Gomes Carneiro é celebrada ainda hoje nos museus da cidade, como o Panteon dos Heróis, o Museu Histórico e o Museu de Armas.

Interior do Theatro São João, construído em 1876 em estilo neoclássico.
Interior do Theatro São João, construído em 1876 em estilo neoclássico.

 

Memórias do tropeirismo são conservadas também na Casa Vermelha, um edifício construído em “pau a pique”, com madeiras verticais fixadas no solo entrelaçadas com vigas horizontais, onde se encontra um pequeno acervo do Museu dos Tropeiros e um centro de artesanato com cestarias, quadros, bordados e louças.

Gastronomia
Além dos aspectos culturais, o Aprendiz de Tropeiro proporciona também experiências gastronômicas, experimentando quitutes como o bolo pipoca, um bolinho de polvilho parecido com pão de queijo, e a coxinha de farofa enrolada na massa de pastel.

Prato típico da Lapa, a coxinha de farofa é feita em massa de pastel.
Prato típico da Lapa, a coxinha de farofa é feita em massa de pastel.

O hotel serve no almoço pratos típicos da tradição tropeira, como o arroz de carreteiro, o feijão tropeiro, a vaca atolada, a costela ao fogo de chão e a quirera lapeana. A refeição é servida no restaurante, que tem capacidade para 300 pessoas, ou no rancho, uma choupana com cozinha ao ar livre pensada para aulas-show da culinária tradicional.

Crianças aprendem sobre a história do município através do programa Aprendiz de Tropeiro.
Crianças aprendem sobre a história do município através do programa Aprendiz de Tropeiro.

Antes de deixar o município, vale a pena fazer uma parada na entrada da cidade para uma foto de recordação no Monumento ao Tropeiro, de Poty Lazzarotto (1924-1998), que fica na Avenida Manoel Pedro.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.