Turismo

Parque conta história do Paraná com reproduções minúsculas de atrações turísticas

Maquetes em movimento da Litorina, das Cataratas do Iguaçu e da usina de Itaipu fazem parte do acervo do parque temático Paraná Encantado Hisgeopar, em Morretes

A réplica da centenária estrada de ferro, com oito metros de comprimento, tem até miniatura da Maria Fumaça . Foto: divulgação.

Aberto há dois meses em Morretes, no litoral, o parque temático Paraná Encantado Hisgeopar conta a história do estado através de diversas maquetes que são miniaturas de algumas das principais construções das cidades paranaenses. Desde os tempos dos índios até o fim de Sete Quedas, o parque mostra como se deu a colonização e o desenvolvimento do Paraná em estruturas motorizadas que chegam a ser até 1.500 vezes menores do que as originais.

O criador do parque, Rudi Haupt, conta que sempre gostou de inventar coisas, construir objetos, mas que nunca conseguiu viabilizar um empreendimento assim. “A ideia do parque já tinha uns 20 anos, que eu fui fazendo de pouco em pouco quando sobrava dinheiro. Agora consegui abrir”, conta ele.

Rudi já teve um parque semelhante no passado, instalado em um ônibus escolar para contar às crianças a história do Brasil. Agora, o Paraná Encantado Hisgeopar – que significa História e Geografia do Paraná – tem nos grupos escolares seu principal público.

>> Conheça a Réplica de Igreja de Ouro Preto no Parque Mini Mundo, em Gramado (RS)

As miniaturas que contam a história do Paraná foram fabricadas em Marmeleiro, no sudoeste do Paraná, e transportadas de caminhão até Morretes, onde o parque está aberto.

O parque recebe principalmente a visita de grupos escolares. Foto: divulgação.

O Paraná em miniatura

As maquetes são divididas em várias “fases” da história do Paraná, no total de 119 metros quadrados de história praticamente viva. As construções e monumentos foram feitas de fibra de vidro, borracha, ferro e garrafas pet recicladas, e possuem diversos mecanismos automatizados para demonstrar a evolução da cultura e da economia paranaense.

Há bonecos articulados que lembram os índios que viviam espalhados por todo o território, como os que indicaram o locam em que a então vila de Nossa Senhora da Luz dos Pinhais deveria ser fundada; os ciclos econômicos da erva mate, do café e da madeira; os caminhos seguidos pelos tropeiros, como o Viamão – que ia do Rio Grande do Sul para São Paulo; a Guerra do Contestado, entre outros.

O que mais chama a atenção é a reprodução de dois importantes marcos paranaense: a barragem da usina de Itaipu e as Cataratas do Iguaçu. A primeira possui uma escala 1500 vezes menor que a original, e possui um sistema de comportas de água que abrem e fecham mostrando como ocorreu a inundação das Sete Quedas, que ficaram submersas quando a barragem foi construída.

Réplica de uma missão jesuíta. Foto: divulgação.

Já a outra, as Cataratas do Iguaçu, retratam uma das Sete Maravilhas Naturais do Mundo em uma escala 500 vezes menor.

Por fim, a centenária estrada de ferro que liga Curitiba a Paranaguá também está retratada no Paraná Encantado Hisgeopar. A estrutura construída pelos irmãos Rebouças, inaugurada em 1885, possui alguns dos principais marcos reproduzidos em miniatura, como o Viaduto Carvalho, os túneis e o trem Maria Fumaça, uma composição com oito metros de comprimento.

>> Menino de 10 anos homenageia Curitiba com ícones da cidade feitos de Lego

Veja abaixo uma das maquetes expostas:

O parque temático Paraná Encantado Hisgeopar fica na Rodovia Mario Marcondes Lobo, 70, saída para a Estrada da Graciosa. Abre de segunda a domingo, das 9h às 18h, e os ingressos custam R$ 25 (consulte condições para grupos). Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (41) 99505-7913.

LEIA TAMBÉM:

8 recomendações para você