Parque de Vila Velha deixa de receber visitantes todos os dias

Para poder ser revitalizado, parque só receberá turistas às sextas, sábados e feriados. Mudança é temporária

Vila Velha. Foto: Josue Teixeira/Gazeta do Povo.

Na próxima segunda-feira (3) o Parque Estadual de Vila Velha, em Ponta Grossa, deixará de receber visitantes todos os dias e passará a atender ao público apenas às sextas, sábados, domingos e feriados. A mudança vai ajudar a recuperação ambiental do local e reforçará a segurança dos visitantes.

O Instituo Ambiental do Paraná (IAP), responsável pela Unidade de Conservação, informou que o trabalho de recuperação ambiental será feito com a retirada de espécies exóticas invasoras, que prejudicam o desenvolvimento das nativas e também a recuperação de áreas degradadas com o uso e o tempo.  “O trabalho de erradicação de exóticas acontece no parque há muitos anos, mas sempre longe dos locais por onde os visitantes passam, justamente por uma questão de segurança. Mas agora necessitamos fazer esse trabalho também nas trilhas, pois essas espécies não têm um predador natural e estão prejudicando o desenvolvimento de nativas”, explica o diretor de Biodiversidade e Áreas Protegidas do IAP, Guilherme Vasconcellos.As trilhas também serão recuperadas após algumas ações de vandalismo.

SERVIÇO:

Parque Estadual de Vila Velha. Localização: BR-376, km 515 – Jardim Vila Velha, Ponta Grossa – Paraná.

Horário de funcionamento: Sextas, sábados e domingos das 8h30 às 17h30, com entrada permitida até 15h30.

Ingresso

Para Brasileiros: R$ 10 para Arenitos e R$ 8 para Lagoa Dourada e Furnas

Para estrangeiros: R$ 15 para Arenitos e R$ 10 para Lagoa Dourada e Furnas.

Meia entrada para estudantes brasileiros mediante apresentação de carteirinha, funcionário público, doadores de sangue e moradores de Ponta Grossa com apresentação de comprovante de residência. Menores de 6 anos e acima de 60 não pagam.

E-mail: pevilavelha@iap.pr.gov.br

LEIA TAMBÉM

>> Epidemia no Rio, doença da arranhadura de gatos pode ser evitada

>> Cachoeira da Mariquinha, a duas horas de Curitiba: um destino a conhecer

8 recomendações para você

Deixe seu comentário