i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Camila Farani

Foto de perfil de Camila Farani
Ver perfil
Hábitos de consumo

Como a Covid-19 transformou os hábitos de consumo em bens de consumo

  • Camila FaraniPor Camila Farani
  • 06/09/2020 08:00
Como a Covid-19 transformou os hábitos de consumo em bens de consumo
| Foto:

Maior crise sanitária de nossa era, a pandemia de Covid-19 afetou completamente a forma com que o mundo funciona. Um novo relatório divulgado pela Kantar Worldpanel aponta quatro consequências principais no que diz respeito às compras daquela categoria de produtos classificados no inglês pela sigla FMCG (bens de consumo de movimento rápido ou, ainda, de grande consumo) por meio do comércio eletrônico.

O estudo registra aumento massivo na participação do total consumido desta categoria (41%), saltando de 8,8% em 2019 para 12,4%, na comparação entre os respectivos segundos trimestres do ano. Como esperado, este movimento gerou prejuízos para o varejo offline. Lanches e bebidas alcoólicas, por exemplo, apresentaram queda de 10% a 30% na maioria dos países.

Essa migração dos gastos com alimentação para o varejo online fez com que a decisão de comer dentro de casa aumentasse em 21%, gerando novas oportunidades para marcas que atuam no segmento.

De acordo com o relatório da Kantar, as transformações estão se mostrando significativas o suficiente para classificarmos este cenário como uma nova era do que está chamando “varejo líquido”, onde e-commerce e alimentação feita em casa consiga concorrer de igual para igual com o varejo físico.

Observando a evolução geral do comércio eletrônico no mundo durante a pandemia, o crescimento foi de 41% em apenas três meses, contra um crescimento de 22% no acumulado do ano. Na França, Reino Unido, Espanha e China, a participação média passou de 8,8% para 12,4% na mesma comparação.

Embora o montante despendido pelos consumidores no e-commerce tenha crescido sensivelmente ao que era registrado antes da pandemia, não foi suficiente para equilibrar a balança, já que o tíquete médio por pedido é bem menor no online. Somando offline e comércio eletrônico, a queda atingiu até 30% depois do início da pandemia.

Algumas outras consequências identificadas nos hábitos de consumo foi que as famílias têm passado mais tempo preparando e tomando o café da manhã juntas. Outro fato é que os consumidores têm “beliscado” mais entre as refeições, o que gera oportunidades para snacks e outros gêneros de produto.

A questão sanitária também levou a um aumento expressivos nas vendas de produtos de higiene e saúde. O estudo da consultoria mostra ainda notícias pouco animadoras no que diz respeito à emprego e renda. Todos os sinais apontam para meses delicados no decorrer do segundo semestre. O aumento dos níveis de desemprego em praticamente todo o mundo sugere que o cenário para bens de consumo de rápido movimento terá dificuldades para se recuperar no curto prazo.

As lições aprendidas em crises econômicas anteriores indicam alguns pontos que o varejista brasileiro precisa ficar de olho. Haverá uma redução ostensiva na venda de itens de grandes marcas, abrindo mercado para varejistas que têm produção própria. Isso acontecerá particularmente na Ásia e na América Latina, onde a participação de valor da marca privada em bens de consumo é menor do que na Europa. E, embora as promoções nas lojas físicastenham precisado ser evitadas durante a pandemia, já é hora de retomá-las, dica que vale em especial para o segmento de super e hipermercados.

De forma geral, será preciso ajustar portfólios de produtos para atender a novos comportamentos e rotinas, já que mesmo os estudos mais detalhados ainda têm dificuldade de cravar quando conseguiremos sair do cenário atual, com o distanciamento social e medidas de controle sanitário.

2 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 2 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • M

    Mário Kume

    ± 0 minutos

    As mudanças mais importantes que a pandemia trouxe para dentro dos lares é a necessidade da alimentação cada vez mais sadia dentro de casa, isto porque saindo a tendencia é o consumo de tudo que encontra em uma alimentação que pode ser não saudável. Isto contrabalança a atividade física precária.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • O

      orazio martini

      ± 11 horas

      Com a pandemia e novos hábitos, gostaria de saber quantas toneladas a mais o mundo está pesando. Ao reencontrar conhecidos depois de meses, TODOS ESTÃO MAIS GORDOS.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      Fim dos comentários.