Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Multiethnic business people discussing together their strategy. Happy businesswoman showing marketing strategy african businessman. Creative business team talking and smiling during brainstorming.
Multiethnic business people discussing together their strategy. Happy businesswoman showing marketing strategy african businessman. Creative business team talking and smiling during brainstorming.| Foto: Bigstock

Construir uma grande equipe em sua empresa pressupõe que os membros possuam personalidades distintas e complementares. Isso é ótimo para os negócios. Um estudo da McKinsey provou que empresas com maior pluralidade e diversidade em seus times alcançam resultados até 21% maiores que aquelas onde esta não é uma prioridade. Segundo a consultoria, inclusão e diversidade são uma fonte de vantagem competitiva e, mais especificamente, uma alavanca essencial de crescimento.

Imagine um time no qual todos os integrantes têm as mesmas características, que chato e que ineficiente para alcançar os objetivos. Por exemplo, pense como seria se todos os seus colaboradores tivessem uma personalidade eminentemente motivada e autoconfiante, a equipe experimentaria conflitos internos porque ninguém cederia em seus posicionamentos.

Nesse sentido, um bom líder é aquele que consegue analisar a personalidade do colaborador para identificar seus pontos fortes e fracos e extrair o melhor desempenho possível. Dessa forma ele poderá alocar o indivíduo em tarefas as quais ele desempenhará com mais facilidade. É este o segredo: posicionar os colaboradores de acordo com sua especialização e características.

Para que uma empresa alcance bons índices financeiros e operacionais, todos os membros devem estar envolvidos no desempenho de funções e responsabilidades. Fendy Dc, especialista em desenvolvimento de pessoas e editor do canal do Medium To Live Today, divide as personalidades necessárias para construir a equipe ideal em quatro grupos principais. Essa classificação pode ajudar a compor seu time de trabalho e alcançar resultados mais expressivos também em sua empresa. Confira.

1. Mobilizadores

Esse tipo de colaborador normalmente tem espírito de liderança e carrega uma capacidade acima da média de tomar decisões. Mobilizadores têm boas habilidades interpessoais. Dirigir é um papel influente no mundo da inovação, comenta Fendy Dc. Os mobilizadores têm um papel ativo no incentivo à mudança. Sempre dão ideias, são proativos e motivam os colegas a lutarem por grandes ideais.

Um mobilizador sempre dá opinião sobre tudo e, até por esse motivo, corre o risco de entrar em conflito com outro colaborador que tenha personalidade similar. Quando isso acontecer, o líder deve ficar atento para contornar atritos entre eles.

2. Seguidores fiéis

Os seguidores são discretos e gostam de trabalhar nos bastidores. Colaboradores com esse tipo de personalidade geralmente acreditam que as decisões tomadas pela equipe são as mais acertadas, sem questionar ou problematizar as situações. Seguidores fiéis também têm a lealdade aos colegas como prioridade e não hesitam em defender o ponto de vista de seus parceiros quando necessário. Pessoas com essa personalidade carregam para o ambiente corporativo o pensamento positivo, são apaixonados pelo ofício e inspiradores. Um seguidor está sempre disposto a seguir instruções e trabalhar em equipe.

3. Questionadores

Ah, se não existissem os questionadores… Nada nunca mudaria. O questionamento é o cerne da mudança. Esse tipo de postura é essencial para ajudar uma organização a evoluir. Um questionador sempre traz à tona os riscos que podem ocorrer.

Essa personalidade é essencial para equilibrar as equipes e emitir opiniões contundentes para construir ideias mais complexas. Toda crítica feita é importante para aprimorar o trabalho, orienta o especialista.

4.Observadores

Quando ocorre um conflito na equipe, explica Fendy Dc, os colegas de trabalho com uma personalidade observadora não vão tomar partido, preferem manter a harmonia da equipe.

Inicialmente, um observador prefere ouvir instruções, e são passivos na hora de dar opinião. No entanto, há um grande trunfo nesse tipo de colaborador: mesmo imersos em uma atividade em grupo, observadores são absolutamente hábeis em distanciar seu campo de visão e analisar potencialidades e possíveis fragilidades no processo de execução de uma tarefa.

As quatro personalidades mencionadas são um exemplo de composição ideal para formar uma equipe. Outra especialista em RH, Heather Harper, da consultoria em psicologia organizacional WorkStyle, comenta que nenhum tipo de personalidade é superior à outra.

Um indivíduo cooperativo pode ser ótimo em não ocasionar problemas, mas pode ser pouco eficaz em tomar decisões. Por outro lado, um colaborador introvertido pode não se destacar nas reuniões e apresentações de resultados, mas pode maximizar resultados em tarefas minuciosas. Essencialmente, cada tipo de personalidade tem seus próprios pontos fortes e fracos, e uma equipe tem seu poder incrementado à medida com que as características pessoais se complementam.

2 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]