Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Prédio da Copel no bairro Capão Raso, em Curitiba
| Foto: Aniele Nascimento/Arquivo/Gazeta do Povo

A Copel fechou parceria com a Beta-i para lançar o programa de inovação aberta Copel Volt. Voltado a startups nacionais e internacionais, o programa contará com investimentos de R$ 1,5 milhão para financiar provas de conceito e gerar soluções voltadas ao mercado de energia, que podem resultar em novos negócios tanto para a companhia como para as startups contempladas.

A iniciativa vem para alavancar novos produtos e serviços na área de energia e fortalecer o posicionamento da Copel junto ao ecossistema da inovação. O objetivo do Copel Volt é atrair startups com soluções já em operação no mercado nacional e internacional e financiar até 5 provas de conceito, a partir da seleção dos melhores projetos.

Para Renata Ramalhosa, CEO da Beta-i, o projeto com a Copel só reforça o conhecimento e a experiência em inovação que a Beta-i vem desenvolvendo ao longo dos anos no setor energético. “A nossa experiência global vai permitir à Copel ter visibilidade no ecossistema de startups e empreendedores de todo o mundo assim como acesso à nossa expertise nesta indústria e melhores práticas globais em inovação aberta”, afirmou.

Processo seletivo

As startups interessadas no programa Copel Volt já podem se inscrever através do site, até o dia 4 de outubro. Haverá uma análise e seleção preliminar, e as startups escolhidas irão para a etapa do pitch-day, quando poderão demonstrar à Copel as soluções propostas. O anúncio dessa seletiva acontece em 27 de outubro.

O pitch-day será em 4 de novembro, e a partir dele, uma nova seleção afunilará as startups que irão para a próxima etapa, o bootcamp (de 10 a 12 de novembro), quando haverá mentoria e afinamento dos pilotos junto ao time da Copel.

Espera-se 15 selecionadas nesta etapa, das quais 5 irão para a fase final do programa, de elaboração das provas de conceito – PoCs, entre 22 de novembro e 25 de março de 2022. A expectativa, aqui, é provar soluções já validadas no mercado que possam atender aos desafios do Copel Volt e gerar negócios.

Finalmente, haverá o demo-day, em 30 de março do ano que vem, quando as finalistas poderão apresentar publicamente o que desenvolveram e os resultados alcançados. O programa poderá se desenrolar 100% online. Após os resultados, a Copel e as startups avaliarão a possibilidade de estabelecer novos negócios em conjunto e o alcance de novos mercados.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]