Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Parque Urbano da Orla do Guaíba
| Foto: Arthur Cordeiro

O Parque Urbano da Orla do Guaíba, Parque Moacyr Scliar, é um gesto importante da Prefeitura de Porto Alegre. Devolveu para a cidade e seus cidadãos o uso e a apreciação de um de seus mais preciosos patrimônios naturais. A Orla do Guaíba é uma intervenção de 56,7 hectares ao longo de 1,5km da margem do lago Guaíba em Porto Alegre, a maior Metrópole do Sul do Brasil.

Onde havia um ambiente abandonado e degradado, o projeto regenerou o espaço urbano e ambiental que afetou a qualidade de vida dos porto-alegrenses positivamente, gerando efeitos sociais, econômicos e ambientais sistêmicos, conectando-se às pessoas, à cultura, à história e à natureza, em um círculo virtuoso de valorização. O que antes onerava o município se tornou ativo importante, um elemento de sustentabilidade, reduzindo custos e agregando valor.

As qualidades arquitetônicas do projeto estão ligadas à forma como ele se insere na paisagem, tirando partido da topografia. Os materiais são o concreto, vidro, madeira e aço em seu estado natural. As formas curvas se utilizam da plasticidade do concreto e o desenho privilegia as perspectivas existentes desenvolvendo-se gentilmente ao longo do terreno.

O fluxo constante de pessoas no parque transborda para o centro da cidade, aumentando o público para estas atrações, assim como injetando um novo ânimo para a economia. Através da arquitetura, em conjunção com uma vasta gama de atividades, o parque urbano da Orla do Guaíba mostra como a simbiose entre os ambientes construído e natural é possível, criando em Porto Alegre um lugar vibrante e sustentável.

O Parque Urbano da Orla do Guaíba
| Arthur Cordeiro

Dentro do escritório Jaime Lerner Arquitetos Associados e in loco, liderei e acompanhei todos os projetos que envolvem uma obra desse porte, desde o primeiro encontro com o ex- -prefeito José Fortunati, final de 2011, até a Inauguração, em 29 de junho de 2018 pelo ex-prefeito Nelson Marchesan Júnior.

Foi em 6 de janeiro de 2012 que se iniciou nossa missão: mudar o destino daquele lugar. Desenvolvemos além do projeto de arquitetura, mais 21 projetos de especialidades técnico-complementares. Acompanhamos todo o andamento da obra, que ficou ao encargo do consórcio Orla mais alegre composto por três empresas: a Procon, a Sadenco e a SH estruturas. Foram envolvidos direta e indiretamente mais de 1.500 profissionais de diversas áreas por 7 anos.

Na manhã de 16 de julho de 2018, passados alguns dias da inauguração do parque, nos deparamos com a coluna do jornalista Paulo Germano, da GZH Exclusivo, que dizia em sua chamada: “A melhor coisa que aconteceu em Porto Alegre nos últimos tempos. A nova orla é um solavanco de autoestima na cidade: nunca tinha visto, como vi no final de semana, tanta gente envaidecida com o lugar onde vive”.

Mais de 50 mil pessoas circulavam alegres, descontraídas e apaixonadas com o que viam.

Nossos objetivos haviam sido alcançados, não só para 2 milhões de porto- -alegrenses, como também para os 3 milhões de habitantes da metrópole. Assim, ficou muito claro para todos nós a importância das prefeituras investirem em espaços públicos com esse nível de qualificação. “Um não lugar se tornara O LUGAR”.

  • Coordenação de projetos e acompanhamento de obras: Arquiteto Fernando Canalli
  • Supervisão Geral: Jaime Lerner

*Fernando Canalli, é arquiteto e integra a equipe do escritório Jaime Lerner Arquitetos Associados.

2 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]