i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Nova Economia com João Kepler

Foto de perfil de Nova Economia com João Kepler
Ver perfil

Como entender os novos negócios e a nova economia, transformando a mentalidade do empresário da economia tradicional.

Marketing de atenção

Você sabe prender a atenção do seu consumidor?

  • João KeplerPor João Kepler
  • 10/09/2020 10:32
Você sabe prender a atenção do seu consumidor?
| Foto: Unsplash.

Começo o texto de hoje afirmando que, se você conquistar a atenção das pessoas, você pode conseguir honestamente o que quiser. Como? Se interessando genuinamente pelos os que os outros estão dizendo, não somente pelo o que você quer dizer.

Não é difícil constatar que vivemos uma inversão dos valores em alguns aspectos, principalmente quando se trata de conquistar novos clientes ou um contrato desejado. Muitos especialistas e/ou empresas se posicionam como solucionadoras, preocupadas com a sociedade e com seu público. Mas será mesmo?

Quantas pessoas e empresas você conhece realmente vivem seu propósito de forma coerente, buscando ouvir e entender o outro lado?

Não é segredo para ninguém que, hoje em dia, existe uma série de estratégias que podem ser desenvolvidas para prender a atenção do consumidor por meio de um conjunto de ações específicas e precisas de marketing, incluindo o Marketing de Atenção. Mas, com a transformação digital, veio também o perigo de alcançar grandes massas, mas não falar de verdade com ninguém. As pessoas do outro lado sabem quando a comunicação é automática, massiva, generalizada. E, assim, não se alcança a atenção de ninguém.

Note que o mundo digital tem garantido um grande poder aos receptores das mensagens: o acesso facilitado a diversas informações sobre qualquer assunto ou tema. Assim, a tarefa de prender a atenção de alguém com uma mensagem que está tentando transmitir se tornou mais complicada e, por isso, é preciso pensar em estratégias não apenas de marketing, mas também de atenção real.

Dessa forma, é fundamental estruturar suas campanhas a partir de estratégias que estejam adaptadas ao novo comportamento do consumidor, que foquem em oferecer mensagens mais precisas e, principalmente, que se importem de verdade com quem vai recebê-las. Este é o ponto: muitas pessoas e marcas não entenderam ainda que não se trata mais simplesmente de números e prospecção contínua, mas de conseguir se comunicar da forma certa e ouvir quem realmente importa para que seu negócio permaneça no mercado.

O Marketing de Atenção tal qual o conhecemos foi criado pelo inglês Steve Jelley em 2012, e se baseia na necessidade de as empresas colocarem algumas ações em prática para conseguir prender a atenção do consumidor, de forma que o conteúdo, o contexto e, é claro, os negócios, possam caminhar juntos. Ou seja: produzir conteúdo realmente relevante para o seu público dentro de um determinado contexto (nicho ou recorte) de forma que a segmentação resulte em uma comunicação mais assertiva e, consequentemente em negócios.

Ao se importar de verdade e tentar se colocar no lugar do outro, as chances de acertar aumentam consideravelmente e ajuda a evitar uma das ações mais comuns na atualidade que é não se identificar e se sentir prestigiado e procurar por outro conteúdo, outra marca, outra solução.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.