Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Tâmaras da princesa, uma sobremesa fácil, rápido, saborosa e bem diferente. A louça é da @1832amo_ceramica.
Tâmaras da princesa, uma sobremesa fácil, rápido, saborosa e bem diferente. A louça é da @1832amo_ceramica.| Foto: Rodrigo Pierrot/ Gazeta do Povo

Desde que me interessei em mexer na cozinha – e lá se vão algumas décadas – costumo guardar toda receita que me interessa. Antes, escrita num caderno desses grandes, de arquivo, que a gente chamava de “livrão”.

Com a chegada da internet tudo ficou mais fácil e mais prático e, durante um tempo, consegui passar a maioria das receitas para os arquivos do computador. Inclusive essa de hoje, da qual, infelizmente, não consegui mais encontrar o nome dos criadores, para dar o devido crédito.

É receita fácil e rápida, para uma sobremesa decidida em cima da hora. Ou não, pois é gostosa e vale a pena provar. O nome “Tâmaras da princesa” vem da versão original e aí quem sabe alguém possa me passar as coordenadas para chegar aos autores.

Seja como for, o que importa é o sabor. E a combinação da tenra “carne” da tâmara com a cremosidade do recheio atrai e convida à repetição.

Vamos tentar? É vapt-vupt.

Tâmaras da princesa.
Tâmaras da princesa. | Foto: Rodrigo Pierrot/ Gazeta do Povo

Tâmaras da princesa

Por Anacreon de Téos
Tempo de preparo30 minutos
Rendimento4 porções
PreparoFaclímo

Ingredientes

  • 24 tâmaras grandes
  • 50g de mel
  • 100g de ricota amassada
  • 12 nozes descascadas, cortadas ao meio

Preparo

  1. Abra as tâmaras ao meio, delicadamente, e retire os caroços.
  2. Num recipiente, misture metade do mel com a ricota.
  3. Recheie as tâmaras com a mistura de mel e ricota e distribuía as nozes por cima de cada uma.
  4. Arrume as tâmaras harmoniosamente num prato e decore-as com o mel (diluído) que sobrou.

Dicas

  • É possível encontrar tâmaras no Mercado Municipal de Curitiba. Por determinação dos protocolos da pandemia, elas não são mais vendidas à granel, mas em embalagens fechadas, de pesos diversos.
  • Também podem ser encontradas em algumas grandes redes de supermercados e, aí sim, com chances de empacotar na hora, nas máquinas automáticas.
  • Em alguns locais, tâmaras são vendidas sem caroço, mas é tão fácil retirá-los – basta fazer um corte na lateral, no sentido da extensão da fruta e extrair facilmente o caroço – que vale mais à pena comprá-las inteiras.
  • Dê preferência às tâmaras maiores. São mais fáceis de rechear e de servir.
  • Pode variar no recheio doce. Substituindo, por exemplo, a ricota por mascarpone ou cream-cheese. E as nozes por noz-pecã, amêndoas ou avelãs.
  • Essa receita pode ser feita de véspera ou até com dois dias de antecedência e pode ser servida tanto de sobremesa quanto entre outros doces, em aniversários ou outras festividades. Sem aglomeração, claro.
  • Se encontrar mel de abelha sem ferrão, produzido no entorno de Curitiba, melhor. É bem mais saboroso. Mas o mel comum, de boa qualidade, também dá certo.

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

Entre em contato com o blog:

Blog anterior: http://anacreonteos.blogspot.com/

Twitter: http://twitter.com/AnacreonDeTeos

E-mail: a-teos@uol.com.br

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]