i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Paraná S.A

Foto de perfil de Paraná S.A
Ver perfil
Negócios

Ademilar se une a consórcio de veículos pesados e mira em segmento agro

  • 16/07/2020 17:42
Tatiana Schuchovsky Reichmann, CEO da Ademicon
Tatiana Schuchovsky Reichmann, CEO da Ademicon| Foto: Divulgação

De olho na expansão para outros segmentos, a tradicional empresa de consórcios de imóveis Ademilar anunciou nesta semana a fusão com a operadora de consórcio de veículos pesados (caminhões e tratores) Conseg. Com a negociação, as empresas paranaenses querem chegar a um volume de negócios na casa dos R$ 5 bilhões em 2020, além de impulsionar o crescimento da Ademicon (a holding que controlará ambas as companhias) em 20%, projeção que já considera os meses de pandemia.

LEIA MAIS sobre empresas paranaenses

De Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, a Conseg atua administrando consórcios para empresas como Iveco, New Holland e Mitsubishi. O foco são os veículos pesados para o mercado agro.

Para a CEO da Ademicon, Tatiana Schuchovsky Reichmann, a junção dá amplitude de negócios à empresa. “A gente percebeu a necessidade de aumentar o portfólio para atender a nossos próprios clientes. Queremos entregar algo a mais, oferecer outros produtos”, diz. “Depois de dois anos de conversa a gente decidiu fazer essa fusão. Desse mercado agro brasileiro [público-alvo da Conseg], por exemplo, a gente não conseguia estar próximo”, destaca.

Ademilar e Conseg terão nas mãos a gestão de mais de 82,2 mil cotas de consórcio, tendo mais de R$ 13 bilhões em créditos ativos comercializados. “A Ademilar e a Conseg pretendem vender nesse ano R$ 5 bilhões. Sozinha, a Ademilar consegue vender hoje R$ 3,5 bilhões; a Conseg vem para somar mais R$ 1,5 bilhões em 2020”, destaca Reichmann. A conclusão do negócio ainda depende de autorização do Banco Central do Brasil.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.