i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Ricardo Amorim

Foto de perfil de Ricardo Amorim
Ver perfil
Vozes

A mudança de mentalidade que a proliferação do home office pode causar

  • Ricardo AmorimPor Ricardo Amorim
  • 07/10/2020 15:56
Home office
“Economizar recursos públicos já é um ganho considerável, mas não me parece que este seja o benefício mais importante que a adoção do home office pode trazer ao setor público brasileiro”.| Foto: Pixabay

Recentemente, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), assinou um decreto que torna permanente o home office no serviço público local. Muitos servidores já trabalham de casa desde o começo da pandemia do novo coronavírus. A medida pode gerar uma economia de R$ 1 bilhão em 7 anos para a prefeitura de São Paulo. No governo federal, em apenas 5 meses, entre abril e agosto, quase R$ 1 bilhão foi economizado com o trabalho remoto em função da redução de custos com diárias, passagens, despesas de locomoção, auxílios para os servidores e serviços de energia elétrica, cópias de documentos, comunicações, água e esgoto.

Economizar recursos públicos - dinheiro suado do trabalho de todos nós, transferido ao setor público através dos impostos - já é um ganho considerável, mas não me parece que este seja o benefício mais importante que a adoção do home office pode trazer ao setor público brasileiro.

Trabalhar de casa não é para todos, mas a instituição do home office até no setor público pode mudar a forma como o trabalho é encarado no Brasil. Já passou muito da hora de abolirmos a mentalidade do cartão de ponto no país.

Focar na presença do funcionário no local de trabalho no horário combinado é herança de um modelo de produção fabril, onde havia a necessidade de que os operários estivessem na fábrica no horário combinado para que a linha de montagem pudesse funcionar.

Em inúmeras funções, isso não faz mais sentido hoje em dia. Quando possível, é muito melhor para o funcionário ter a flexibilidade de trabalhar no horário em que mais lhe convém e trabalhar mais em alguns dias e menos em outros, segundo sua conveniência e as necessidades do seu trabalho.

Aliás, trabalho não se mede pelo tempo de execução, por quão ocupado alguém está, nem sequer pela realização de tarefas. O valor do trabalho de cada um de nós depende da contribuição que ele traz para o cliente. É isso o que determina o quanto as pessoas estão dispostas a pagar por ele, independentemente de quanto tempo alguém levou para gerar aquela contribuição. Quanto antes as pessoas entenderem isso, mais chances terão de se realizarem profissionalmente, de contribuírem e ganharem mais e de inovarem mais - buscando formas de serem mais produtivas e, com isso, produzir e ganhar mais ou ter mais tempo para outras coisas.

Mas, e a minoria que não cumprirá suas obrigações? Mais cedo ou mais tarde, será demitida. O home office requer mais responsabilidade. Para quem tiver, ele trará flexibilidade, liberdade, qualidade de vida e melhor remuneração. Aliás, mais confiança na relação entre patrões e empregados pode ser outro legado fundamental da expansão do home office. Tomara.

15 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 15 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • S

    Sergio

    ± 0 minutos

    Tem muito "chefinhos" incompetentes que se limitam apenas a verificar se o servidor cumpre ou não a carga horária (com relógio ponto e tudo), porque não teria condições de avaliar se a equipe está ou não trabalhando com eficiência.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    F.Neto

    ± 4 horas

    Falta regular o home office. Os sindicatos exigirão isso. Continuarão o ponto, horas-extras, vale isso e vale aquilo...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • I

    Irani Maciel

    ± 5 horas

    Inteiramente coerente, o artigo. O Sr. Ricardo Amorim circundou o que realmente vai fazer diferença - RESULTADOS. Estou atualmente estudando Gestão de Desempenho, e vejo que o "Home Office" vai trazer mudanças conceituais importantes. É óbvio que custos estão sendo transferidos, "discretamente", para o colaborador, mas isso sem dúvida será objeto de compensações, que ainda não foram discutidas, mas o serão, afinal de contas as empresas e/ou repartições terão economias superiores aos ajustes que serão propostos.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • F

      F.Neto

      ± 4 horas

      Os empregados ainda recebem vale-transporte e ticket refeição em home office.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Pzig

    ± 5 horas

    Faço isso ha 30 anos...para mim não foi novidade.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • B

    Bernardo Andrade

    ± 6 horas

    É uma ferramenta a mais e não uma panacéia. Até porque não precisa ser 8-80. A presença física pode ser de 20-30-40-50-60%. Em ambientes de cobrança contínua, boa gestão, entregas bem definidas, pode ser algo útil, em geral no setor privado mas não exclusivamente. No serviço público apresenta inúmeros riscos ainda mais no Brasil onde a cultura/ética profissional do servidor é altamente variável. Precisamos passar essa fase de modismo, deslumbramento, pânico e como foi dito aqui, deixar a água passar pela ponte.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • H

    Hugo Dalla Zanna

    ± 7 horas

    Tudo que é "novo" traz uma carga natural de rejeição e adaptação. Os funcionários públicos de boa índole farão seu "dever de casa", em casa e bem feito. Quantos às pragas sindicalizadas ou não, estas podem bater ponto ou não que continuarão sendo pragas públicas. Só isso. O "não fazer" o trabalho, seja em casa ou no local de trabalho, é uma opção de gente de caráter duvidoso. Em "Terras de Gerson" HO é paraíso!!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    F.Neto

    ± 17 horas

    É triste mas a maioria dos funcionários publicos e de estatais prefere bater ponto, se lhe for dada a opção, mesmo em home-office.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    F.Neto

    ± 17 horas

    Não é bem assim. Os serbidores públicos continuarão a bater ponto, por opção mesmo, o que significa que não podem ser incomodados fora do horário de trabalho. Akgumas empresas proibem o acesso gora do horário, para evitar passivos trabalhistas pois certamente muitos empregados em home-office vão entrar na justiça.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Maquiavel

    ± 17 horas

    O home office está muito bom para o patrão que teve redução de custos, mas para o empregado está sendo um aumento do trabalho sem a consequente aumento na remuneração

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Mateus

    ± 18 horas

    Pode ser um problema de base amostral pequena e viesada, porém, todos conhecidos que migraram para o home office (público e privado) estão gastando mais horas com o trabalho. Trabalhando mais e arcando com os custos (internet, ar condicionado, material de escritório, limpeza mais frequente, ...). Temo que a maior "produtividade" esteja sendo confundida apenas por mais horas trabalhadas.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • T

    TCG

    ± 20 horas

    Home office no setor público por enquanto só diminuiu ainda mais a produtividade do funcionalismo. O que era para o mês que vem, fica só para o ano que vem. O que era ruim, piorou.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    Clovis

    ± 22 horas

    É necessária a mudança para algumas áreas de atuação.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    chico

    ± 22 horas

    Muita agua ainda vai rolar debaixo desta ponte

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • B

    Beto

    ± 22 horas

    Será uma revolução no mercado de trabalho. O que será da superada CLT , que resiste com ações dos sindicatos.? E os sindicatos, quais serão os seus destinos? 2020, se transformará num ano diferente de todos os outros passados. Muitas coisas, v irão.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]