i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Roberto Indech

Foto de perfil de Roberto Indech
Ver perfil
Vozes

Ações de construção civil e o ouro apresentam melhor retorno no ano

  • PorRoberto Indech
  • 02/09/2019 20:07
(Foto: Pixabay)
(Foto: Pixabay)| Foto:

Até então, 2019 se apresentou como um ano repleto de novidades. Novo governo no país, a guerra comercial entre EUA e China e outros temas têm impactado o mercado financeiro e, por consequência, os seus investimentos. Com o encerramento de agosto, podemos apontar dois destaques positivos: as ações do setor de construção civil, representado pelo IMOB, e a mais antiga de todas aplicações financeiras do mundo, o ouro. Já no posto de pior retorno em 2019 está a tradicional poupança.

Para os que desconhecem, o IMOB, que sobe 34,5% no ano, é o resultado de uma carteira teórica de ativos, elaborada de acordo com os critérios estabelecidos pela B3. O objetivo é ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de maior negociabilidade e representatividade dos setores da atividade imobiliária, compreendidos por exploração de imóveis e construção civil. Essa carteira, atualmente, é representada por 14 ativos, tendo as administradoras de shopping center BR Malls e Multiplan as maiores posições, com 19% e 14,5%, respectivamente. Logo depois aparecem as construtoras Cyrela e MRV Engenharia, com 13,7% e 11,9%.

Para se ter ideia, as empresas do ramo de shoppings centers figuram com alta de cerca de 10% em 2019, mas as construtoras têm puxado para cima o retorno desta carteira. Cyrela, MRV e Tenda são companhias que sobem perto de 60% no ano, enquanto companhias que atuam no segmento de média e alta renda, como Eztec, Helbor e Even, avançaram 90% somente nestes últimos oito meses.

E quais as razões para tamanho avanço do segmento no mercado de ações? De fato são algumas, como: a retomada de lançamentos após longo período nebuloso em decorrência da fraca economia no país; taxa Selic em queda, que atingiu seu menor patamar da história no Brasil e com perspectivas de que possa chegar a 5% no curto prazo; Produto Interno Bruto (PIB) em recuperação, com avanço significativo no setor de construção, e como consequências os últimos resultados trimestrais vieram mais positivos. Outro ponto a acrescentar é o novo modelo de financiamento apresentado recentemente pela Caixa Econômica Federal.

O 2º ativo mais valorizado, como comentei acima, é o ouro. Pode parecer surpresa para muitos, mas a grande discussão tem estado em torno dos juros negativos nos países desenvolvidos, especialmente na Europa. Obviamente há outras preocupações, como a guerra comercial que pode impactar no crescimento da economia global como um todo. A commodity, apenas no mês que passou, avançou 18%. Dessa forma, a alta chamou a atenção até de pequenos investidores, que começaram a buscar informações para a compra. No Brasil, por não ser um ativo tão liquido, uma forma mais simples de estar atrelado a ele seria por meio de fundos de investimento. No mercado futuro, é possível comprar pelo HomeBroker ou via mesa de operações nas instituições financeiras e/ou nas plataformas digitais de investimento.

Na contramão

Já os ativos de renda fixa seguiram mostrando que não trarão grandes retornos em curto e médio prazos. A taxa Selic apresentou uma alta de 0,5% no mês e, portanto, aqueles que detém recursos em reservas de emergência como Tesouro Selic e fundos conservadores devem ter obtido retorno similar no mesmo período. No caso da poupança, que rende 70% da taxa de juros, a mais tradicional das aplicações financeiras no país novamente desapontou seus poupadores e apresentou rentabilidade de 0,34%, menor que os 0,37% ao mês nos últimos períodos em função do corte recente da Selic. E por falar em decisão de política monetária, no meio deste mês, o Comitê do Banco Central se reunirá novamente, e as perspectivas de mercado são para uma nova redução. Até aqui, economistas e analistas estão divididos entre 0,25% ou 0,5%, especialmente pela alta do dólar nas últimas semanas, que poderia impactar na inflação.

Enfim, ainda faltam 4 meses para o fim de 2019 e seguimos visualizando uma mudança de postura do brasileiro em geral, buscando mais informações e estando mais atento ao mercado de investimentos, além de ciente das perspectivas para a taxa de juros. Apesar do momento não ser nada fácil, há oportunidades diversas no mundo dos investimentos.

Em setembro, teremos o início dos saques do FGTS, por exemplo, o que poderá movimentar a economia e trazer novas perspectivas para a continuidade de crescimento do PIB para o país. A equipe econômica e gestores de fundos de investimento também já demonstram maior ânimo diante das emissões de debêntures de infraestrutura. No mercado de ações, que está próximo dos 100 mil pontos, a maioria dos especialistas visualiza um bom momento para entrada. Por fim, após todas as análises,  gosto sempre de destacar: procure identificar seu perfil de investidor e seus objetivos antes de realizar qualquer aplicação financeira.

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 1 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • D

    Decio mango

    ± 0 minutos

    E isso ai...enquanto os cães ladram a caravana passa.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso