Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Ficus lyrata: conheça e saiba como cuidar da planta desejo do urban jungle
| Foto: Bigstock

Impossível entrar em um ambiente com um vaso de Ficus lyrata e não percebê-lo ali. Esta planta que se tornou uma inspiração nas fotos urban jungle, acabou sendo desejada por inúmeras pessoas para deixar a casa ainda mais verde e mais bonita. E, depois de adquirir a planta, algumas pessoas têm dúvidas de como mantê-la saudável. Então, confira abaixo algumas dicas para cuidar bem do seu Ficus lyrata e aproveitar sua beleza por muitos anos.

O Ficus lyrata é uma árvore nativa das florestas tropicais do oeste do continente africano, e na natureza pode atingir cerca de 15 metros de altura. Apesar de se desenvolver bastante em seu ambiente natural, dentro de casa a planta em vaso não crescerá desta forma. Ainda assim, o Ficus chamará muita atenção por sua presença, volume e destaque no ambiente. É possível criar composições bem interessantes com o Ficus lyrata, seja em um vaso maior no chão ou em conjuntos com outras plantas, com texturas, cores e formatos diferentes.

Para cuidar da sua planta, é preciso, primeiramente, de um ambiente com bastante luz natural, seja de meia-sombra ou de sol pleno. O Ficus tolera várias horas de sol forte, desde que esteja adaptado a esta condição. Para isso, é preciso passar por um processo chamado de rustificação, que basicamente “acostuma” as plantas com a luz mais intensa de forma gradativa, para que não queimem suas folhas. Dentro de casa, um local próximo a janelas ou de fontes de luz solar é o ideal.

Além do cuidado em relação à quantidade de luz que irá receber, os Ficus não gostam de temperaturas baixas. Por isso, mantenha-o longe do ar-condicionado e proteja-o durante o inverno mais rigoroso.

Os Ficus precisam de regas frequentes, cerca de duas a três vezes na semana, mas sempre verifique o substrato antes. Se ainda estiver úmido, espere um ou dois dias para então regá-lo. A melhor forma de regar o Ficus é abundantemente, deixando escoar muito bem a água pelos furos de drenagem. A dica de ouro é: nunca deixe água acumulada nos vasos, pois suas raízes são sensíveis e podem apodrecer com facilidade. Por isso, retire o excesso de água dos pratinhos ou cachepôs.

Com a falta de água, as folhas dos Ficus lyrata podem murchar e serem abortadas, ou seja, acabam caindo do caule. Já o excesso de água pode deixar as folhas amareladas e com outros sintomas, como manchas marrons que podem indicar contaminação fúngica no substrato, ou seja, apodrecimento das raízes.

| Divulgação/Quero Clorofila

A umidade do ar também é um ponto muito importante. Então, borrife suas folhas com frequência, principalmente em dias mais secos e quentes. Além disso, aproveite para limpar suas folhas ao menos uma vez por mês, somente com água e um pano limpo. Por possuir folhas mais largas, a poeira do ar pode acumular facilmente nesta planta, e este hábito é muito importante para garantir a saúde delas.

Para um crescimento vistoso, as adubações são essenciais. Adube-a a cada três meses utilizando um adubo químico do tipo N-P-K que contenha micronutrientes ou utilize um adubo orgânico, como o biofertilizante ou húmus de minhoca, sempre nas concentrações indicadas no rótulo pelo fabricante.

Mesmo com todos os cuidados descritos acima, os Ficus não têm um crescimento acelerado. Por isso, além de luz adequada, temperatura, regas, umidade e adubações em dia, o ingrediente principal para cuidar desta planta é a paciência. Os Ficus se desenvolvem de forma lenta, então aprecie cada etapa deste crescimento, com folhas novas e brotações em sua planta.

Por fim, uma curiosidade sobre seu nome científico: suas folhas largas em forma de lira, um instrumento musical similar à harpa, deram origem ao nome Ficus lyrata, em razão desta semelhança.

Espero que tenha inspirado vocês a cuidarem desta planta muito especial!

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]