Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Conheça a Orquídea Ludisia, também conhecida como Orquídea Joia
| Foto: Bigstock

Com os dias se aproximando da primavera, as flores da Orquídea Ludisia começaram a aparecer nos jardins. As pequenas flores brancas e amarelas dão nome a mais uma das formas como ela é conhecida popularmente: orquídea pipoca. É uma planta muito delicada, que mesmo sem as flores é elegante e chama a atenção: com folhas aveludadas escuras e finas linhas rosé com brilhos que a tornam única. Tamanha é sua beleza, também é conhecida como Orquídea Joia.

A Ludisia é uma orquídea terrestre, ou seja, pode ser cultivada diretamente em terra vegetal bem drenável, diferentemente da maioria das demais orquídeas mais comuns, que são plantas epífitas e precisam de um substrato especial.

| Alisson Kalil

Originária das florestas úmidas asiáticas, especialmente da Malásia, Indonésia e Myanmar, esta orquídea cresce como forração recebendo luminosidade indireta por conta das copas das árvores que as protegem dos raios de sol mais fortes. Por isso, deve ser cultivada em local de sombra ou meia-sombra, recebendo intensa luminosidade, mas sem sol forte diretamente em suas folhas, somente o sol mais fraco do início da manhã ou do fim da tarde.

As regas da orquídea Ludisia podem ser moderadas, cerca de uma a duas vezes por semana, mas é importante sempre verificar o substrato antes, para que não fique encharcado. A planta cresce por rizomas que podem se curvar à medida que se desenvolve.

| Sophia Louise Karl/Quero Clorofila

Durante o inverno, a Orquídea Joia pode entrar em dormência, apresentando um desenvolvimento mais lento para poupar sua energia para a primavera, época em que floresce.

Além de trazer delicadeza e elegância para ambientes internos em pequenos vasos, a Ludisia pode ser cultivada em canteiros, fazendo composições com outras plantas. Maciços desta orquídea contrastando com outras plantas de coloração mais clara ficam impressionantes e têm um efeito paisagístico incrível.

| Quero Clorofila/Divulgação
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]