Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

MÚSICA

De Star Wars a Harry Potter: orquestra recria clássicos do cinema em concerto

No espetáculo “Cinema in Concert”, a Orquestra Filarmônica de Curitiba interpreta ao vivo temas de filmes. O evento é neste sábado (22) no Guaírão

  • Sandro Moser
A Orquestra Filarmônica  fará ao vivo a trilha de clássicos do cinema. | Daniel Castellano/Gazeta do Povo
A Orquestra Filarmônica fará ao vivo a trilha de clássicos do cinema. Daniel Castellano/Gazeta do Povo
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Basta ouvir as primeiras notas da “marcha imperial”, o tema do personagem Darth Vader na série Star Wars, para preparar o espírito: é a hora de encarar o lado negro da força.

“É muito interessante usar instrumentos e harmonia para criar tensão ou uma alegria maior. A música serve para fortalecer a imagem”, explica o maestro Alexandre Brasolim. Neste sábado (22), às 16h no Teatro Guaíra, Brasolim irá reger o espetáculo “Cinema in Concert”, no qual a Orquestra Filarmônica de Curitiba pretende mostrar a união perfeita do música e da imagem no cinema.

O programa do concerto contempla a trilha sonora de filmes como “Star Wars”, “O Poderoso Chefão”, “Jurassic Park” e as séries “Harry Potter”, “Indiana Jones”, “Piratas do Caribe”, entre outros, em um total de 16 peças.

Brasolim é o responsável por toda a direção musical com arranjos e adaptações. Ele explica que o concerto é uma continuação do projeto em que a orquestra acompanhou ao vivo, no mês passado, a execução da animação Fantasia,

Darth Vader invade o palco

Segundo a diretora geral Kika Marquardt, durante o concerto a execução das trilhas sonoras pela orquestra serão acompanhadas de performances alusivas aos filmes feitas pelos alunos do projeto Broadway.

Na trilha sonora de Star Wars, por exemplo, Darth Vader e soldados estelares invadem o palco. Os Caça Fantasmas também vão circular pelo teatro atrás de algum hectoplasma. “Além de um espetáculo com as músicas muito bem arranjadas e executadas, será muito divertido”, disse.

“A orquestra moderna tomou outro rumo após a popularização do cinema. Você pode fazer qualquer tipo de música com orquestra, do clássico ao jazz”, diz o maestro. Brasolim destaca que o espetáculo não é só parte de temas dos filmes, mas a construção dos climas, os efeitos sonoros e sugestões de imagens que só as orquestras conseguem fazer.

Para eles, os músicos das orquestras do cinema enfrentam duas grandes dificuldades para criar este clima. A primeira é sincronizar ao vivo a imagem dos filmes e o som. A segunda é a execução de certos arranjos sofisticados que no sábado a Filarmônica vai enfrentar.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Caderno G

  1. Eddie “the Eagle” Edwards, personagem real, e seu treinador fictício, vivido por Hugh Jackman. | Larry Horricks/Divulgação

    cinema

    “Voando Alto” narra história de superação e “5% real”

  2. Jake Gyllenhaal (à direita), em cena do filme “Evereste”: “a palavra final é sempre da montanha”. | Divulgação

    cinema

    Filme “Evereste” narra tragédia de 1996; saiba 5 fatos sobre o monte

  3. “A Dama do Mar”, de 2013, com elenco brasileiro. | Luciano Romano/
Divulgação

    LISTA

    Opinião: as 5 melhores peças de teatro do (meu) mundo

PUBLICIDADE